3 dicas para ser um líder inclusivo

18 de setembro de 2017

A empreendedora Cris Kerr, CEO da CKZ Consultoria em Diversidade, empresa que apoia corporações realizando programas e treinamentos de diversidade, mostra três dicas para quem quer se tornar um líder inclusivo, criando um ambiente colaborativo e plural na sua empresa:

  1. Dê o exemplo agindo de forma ética
    As equipes se espelham em seus líderes e, principalmente, em seu comportamento ético. Por ser quem dá o exemplo que será seguido pelos colaboradores, o líder tem uma grande responsabilidade.Assim, o líder não pode, por exemplo, dar risada quando ouve uma piada preconceituosa, seja ela de raça, gênero, orientação sexual, ou qualquer outra diferença, pois este ato refletirá imediatamente nas atitudes dos outros colaboradores, permitindo que eles façam o mesmo. Neste caso, o líder deve chamar o colaborador que fez a piada e dizer que a diversidade é um valor para a empresa e que deve ser respeitado.Uma empresa não é uma máquina, é um organismo vivo formado por pessoas. E quanto mais respeito houver, melhor será o clima organizacional.
  2. Crie uma cultura de valorização da diversidade
    Durante as reuniões permita que todos colaborem. Se abra para as novas ideias, para a multiplicidade de talentos e opiniões que estão na sala.Ouça atentamente os pontos de vista, principalmente os que são diferentes do seu. Não ignore nenhuma sugestão, uma ideia inusitada pode se transformar em uma grande inovação.Não interrompa ninguém e não deixe que os demais colaboradores façam isto. Desta forma, você cria um espaço de respeito entre as pessoas onde o diálogo fará emergir a inteligência coletiva do grupo.

    Um ambiente colaborativo e inclusivo cria um forte engajamento entre você e a sua equipe, trazendo um novo olhar para uma cultura inclusiva.

  3. Desenvolva a empatia
    Esta é uma das habilidades mais importantes de um líder inclusivo. A empatia é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazendo a pessoa sentir que você compreende seus pensamentos, sentimentos e emoções. É necessário ouvir atentamente, sem julgamento ou preconceitos.A empatia promove uma melhora significativa nas relações interpessoais, criando uma forte conexão entre o líder e seus liderados. Ela valoriza a diversidade pois aceita as diferenças e cultiva os laços de confiança.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail