Gestão

5 dicas para contratar um coach que dê resultados?

Divulgação
1 de agosto de 2014
Dicas Coach empresarial / Crédito: iStock

Confira as dicas fornecidas por Villela da Matta, presidente da Sociedade Brasileira de Coaching, sobre como encontrar e contratar o profissional mais adequado para aplicar o coach nas organizações:

1. Confira o local de formação do coach – Observe quantos anos de existência a entidade possui e quantos profissionais já formou. A melhor maneira de obter informações é por meio da pesquisa e questionamento, além de perguntar às pessoas que já realizaram o a formação no mesmo local. Não se impressione com o que encontrar no site da empresa: um website rico em detalhes, que é garantia de que o conteúdo foi ele que criou.

2. Identifique resultados concretos do processo de coaching – Uma instituição séria não apenas apresenta depoimentos dos participantes do treinamento de formação, como apresenta resultados concretos com clientes que passaram pelo processo de coaching. Isto assegura que a metodologia ensinada é capaz de trazer resultados comprovados. Existem empresas com pouco tempo no mercado, mas que apresentam dezenas de depoimento sobre o treinamento. “Não confunda um depoimento feito após um treinamento, que muitas vezes possuem teor bastante emocional, com os resultados oferecidos no processo de coaching”, alerta Villela da Matta.

3. Avalie os credenciamentos internacionais – Instituições oferecem treinamentos vinculando a certificações internacionais. Verifique a credibilidade de cada órgão checando quem são os fundadores e as pessoas que fazem parte do board ou do conselho, avalie a representatividade no mundo coaching, bem como o número de pessoas que fazem parte, a data da criação, resultados oferecidos e principalmente as histórias de sucesso dos profissionais que fazem parte do comitê diretivo.

4. Certifique-se da credibilidade internacional – Verifique quem são as pessoas que fazem parte da instituição de ensino e cheque a credibilidade internacional destas pessoas. Existem centenas de órgãos internacionais criados nos últimos anos para confundir o consumidor e emitir “pseudoatestados” de respaldo e credibilidade.

5. Entreviste o coach antes de iniciar o processo – Cuidado com coaches sem embasamento teórico e técnico. Entreviste-o e pergunte quem foi o supervisor dele e quem foi seu coach. Se ele nunca “precisou” de um coach, desconfie.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail