Ação e reação

0
989

Recentemente, a Mercer finalizou a Pesquisa de Remuneração Total para Altos Executivos (Pesquisa AltExec 2011). Foram ouvidas 40 grandes empresas atuantes no mercado nacional – sendo 67% brasileiras – justamente sobre a prática do bônus de atração. São companhias com faturamento médio de 7,9 bilhões de dólares.

O relatório final aponta que 64% das companhias consultadas possuem práticas de atração de executivos com valores que, tipicamente, variam de um a 12 salários – porém, com ocorrências de montantes muito maiores em situações específicas. As ações mais comuns são hiring bônus, bônus garantido ou uma combinação dos dois (veja abaixo). “Nossa surpresa foi grande ao descobrir que, dentre as empresas que têm práticas de atração de executivos, apenas 12% possuem uma política formal. Todas as outras fazem o uso de bônus dependendo do caso. Muitas possuíam histórico dessa prática, mas não uma política formal”, comenta Christian Pereira.

Segundo o consultor sênior da Mercer, os grupos ouvidos na pesquisa não realizam o pagamento do bônus na chegada do executivo. “Algumas empresas fazem uma combinação: uma garantia no primeiro mês e o restante no primeiro exercício, para se adaptar e compensar o que perderia na organização antiga”, diz. Mesmo quando não há uma política formal, as empresas constroem o contrato do profissional com compromisso de permanência. De acordo com a pesquisa, 55% das companhias exigem dois anos de dedicação; 9% indicam três anos; e 36% discutem caso a caso, com períodos de um ano e meio a cinco anos.

Retenção
De acordo com o consultor sênior da Mercer, o momento de alta no mercado e a disputa por profissionais provocam um efeito protecionista nas grandes companhias. “Em momentos de aquecimento, as empresas começaram a criar defesas, inclusive os bônus de retenção. Nos últimos dois anos, notamos um aumento significativo dessa prática”, afirma. A Pesquisa AltExec 2011 aponta que 32% das empresas entrevistadas possuem alguma prática de retenção de seus executivos. Os objetivos dessas políticas são garantir a sustentabilidade da estratégia do negócio, reagir a propostas recebidas por executivos e recompensar colaboradores que se comprometem a permanecer no cargo por um período determinado.


Práticas de atração
De 40 grandes companhias brasileiras e estrangeiras ouvidas:

64% possuem algum tipo de bônus os – valores tipicamente variam entre um e 12 salários
88% não possuem política formal
55% exigem compromisso médio de dois anos

Tipo de bônus:
67% – hiring bonus
5% – bônus garantido (nos primeiros anos)
28% – hiring bonus e bônus garantido

 

[fbcomments]