Alta fidelidade

    0
    294

    “Temos de comunicar; é essa a nossa maneira de dizer aos nossos colaboradores que eles são importantes.” Assim, numa linha de raciocínio tão direta quanto importante, é que o executivo-chefe da Losango, Hilgo Gonçalves, define a importância da comunicação dentro da empresa, que atua na área de serviços e produtos financeiros. A ideia é fazer com que as informações circulem e cheguem a todos os pontos onde a Losango está representada: em mais de 2,6 mil municípios brasileiros. “O que a companhia pensa no Rio de Janeiro pensa em Boa Vista e pensa o mesmo em Manaus. Somos uma empresa nacional e a comunicação deve ser clara e muito direta para atingir todos os pontos”, conta o executivo.

    Para manter uma cultura uniforme entre os 2,3 mil funcionários e prestadores de serviços, além dos representantes em pontos de venda, a Losango se baseia em alguns princípios, como a transparência, a responsabilidade e o espírito de equipe. Nada disso funcionaria, no entanto, sem uma comunicação eficiente. Há 12 anos, a empresa criou uma área de endomarketing que se reporta diretamente para a alta liderança e tem como principal função fortalecer a comunicação interna. “Procuramos contar para todos tudo o que acontece na empresa. É um ambiente de altíssima confiança”, afirma Gonçalves. Um exemplo disso, exemplifica, é uma reunião mensal com a participação de todos os funcionários da sede para prestar contas sobre a performance da empresa.

    Entre as principais ferramentas de comunicação utilizadas pela Losango está a TV Losango, programa mensal com reportagens sobre projetos em andamento, informações úteis para os colaboradores e quadros interativos, com participação dos próprios funcionários, que enviam vídeos e são fontes para entrevista. A empresa também mantém um jornal mural, e-mails marketing com notícias, jornal on-line com dicas de segurança e até mesmo uma rádio corporativa apresentada pelos trabalhadores. A Losango também criou a figura do Colaborador Correspondente, responsável, em cada localidade, pela multiplicação das informações e do funcionamento da comunicação interna. Isso sem contar campanhas pontuais, que podem ser realizadas de acordo com demandas específicas.

    De acordo com Gonçalves, outra ferramenta muito útil é o “Bate-papo com o Hilgo” em que ele recebe perguntas diretamente dos funcionários e, garante, responde a todas pessoalmente – até o final do ano, pelos seus cálculos, o número de mensagens recebidas deve chegar a cerca de 1,2 mil. “Os colaboradores são realmente protagonistas da comunicação, eles chegam a mim sem filtro”, afirma. Para ele, são ações do tipo que ajudam a garantir, por exemplo, engajamento de 88% dos funcionários e qualidade de atendimento ao cliente. “Acreditamos que o colaborador feliz, bem informado e seguro do que a empresa quer atende bem o cliente. Isso gera resultados e garante um círculo virtuoso”, explica.

    [fbcomments]