Ambientes que integram

Karin Hetschko
5 de dezembro de 2013

Integrar equipes é uma estratégia inerente ao atual mundo dos negócios. Não há crescimento sustentável com discursos diferentes na base. De olho nessa tendência, treinamentos, cursos e políticas corporativas focam esse conceito. Mas será que alguém já pensou que o design de ambientes de trabalho também pode ajudar a promover a integração de distintas áreas de uma empresa?

Ao percorrer os corredores da sede da empresa farmacêutica Pfizer e da agência de publicidade Etco situadas na capital paulista, MELHOR conferiu espaços de integração e ambientes pertinentes ao modelo de negócios da empresa. Sim, o design de escritórios, hoje em dia, já é pensado nas características da companhia e nas necessidades para atingir as metas corporativas.

Workplace Evolution
No caso da Pfizer, o novo layout, inaugurado recentemente, é mais integrado, contemporâneo, flexível e também ergonômico. O projeto faz parte da iniciativa global Workplace Evolution, já implantada pela empresa em alguns escritórios pelo mundo. “A mudança busca incentivar um ambiente de trabalho mais dinâmico e que permita a realização de atividades com mais satisfação e criatividade”, afirma Cristiano Mantovani, gerente de facilities da Pfizer Brasil.

A preocupação em proporcionar cada vez mais bem-estar aos funcionários também foi valorizado no novo design da sede da Pfizer. Foram criados espaços de convivência e até uma academia de ginástica pensando no bem- estar do colaborador.

Saindo da Zona de Conforto
A criatividade é a chama que mantém aceso qualquer negócio, principalmente empresas do segmento da comunicação. Não há como optar por fórmulas prontas nessa área, por isso a Etco criou o movimento da mobilidade. “Aqui, a mobilidade está presente em tudo. Além do ambiente físico, todos os projetos são resultantes desse modelo de trabalho e da constante provocação para sair da zona de conforto”, afirma Luciana Trajano, diretora executiva da Etco.

Traduzindo isso para o dia a dia da agência, o funcionário não possui mais mesa cativa, ele conecta seu notebook na mesa que estiver vaga, ou se for um dos primeiros a chegar na empresa pode optar pelos espaços mais cobiçados. “A agência acredita que, num mundo em constante transformação, a mobilidade de pessoas, conteúdos e ambientes gera melhores resultados e trabalhos para o cliente”, diz Luciana.

Resultados
A julgar pela empolgação dos funcionários das empresas visitadas, as soluções de design foram assertivas. “O que realmente comprova a eficácia são os resultados dos trabalhos e projetos da agência. Um retorno positivo do cliente valorizando um resultado, fruto desta mobilidade, é nosso melhor indicador de sucesso”, indica Luciana, da Etco.


Mudança da sede
A mobilidade nasceu junto com a nova proposta de trabalho da Etco e a mudança da antiga sede da agência, de Ribeirão Preto para São Paulo em novembro de 2011. “Durante o período de mudança sabíamos que precisávamos nos reinventar ao chegar a São Paulo”, explica Luciana. Com isso nasceu um novo conceito, uma nova forma de trabalhar, uma identidade, uma nova Etco.


 

Gustavo Morita

Gustavo Morita

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail