Arrojada como os jovens

0
510

Manter seu quadro com quase 50% de funcionários da geração Y e um turnover de 10% ao ano. Essas são algumas das características da gestão de pessoas da Touch Tecnologia, especializada em soluções para o segmento hospitalar. Mas qual é o segredo da empresa para manter esses números? Gerar desafios, ingrediente que é o combustível da geração digital. Pesquisas de novas tecnologias e softwares arrojados para a leitura de diagnósticos são alguns dos atributos que atraem jovens profissionais.

Além de criar desafios, para reter essa turma que vira a página facilmente e muda para outra empresa, a equipe de RH da companhia tem como principal missão investir no treinamento em tecnologias avançadas, o que permite o desenvolvimento de habilidades e da cultura colaborativa caracterizada pela motivação constante. “Dessa forma atraímos cada vez mais jovens para a empresa em busca de aplicar conhecimentos adquiridos no meio acadêmico”, ressalta Quézia Valezi, diretora de recursos humanos da companhia. O principal diferencial da cultura colaborativa da Touch em relação às demais é o fato de fornecer oportunidades para todos os funcionários, independentemente da nomenclatura do cargo, proporcionando, assim maior motivação e crescimento profissional.

Outra estratégia usada pela Touch para atrair os jovens talentos é a divulgação de oportunidades em universidades como a USP, Unicamp, Fatec e PUC-SP, com as quais a companhia mantém parceria. O estudante de engenharia da computação da Escola Politécnica da USP, Filipi Caris, viu, durante uma palestra da Touch na faculdade, a possibilidade de desenvolver para o mercado de saúde um sistema automatizado e inovador. “Percebi que realizaria o meu desejo de proporcionar a melhor ferramenta para auxiliar processos médicos, algo que agregaria muito à empresa e também para a minha carreira”, revela o estagiário. Além desta oportunidade, Filipi lembra que o ambiente de trabalho agradável auxilia na produtividade, bem como propicia alguns benefícios necessários à vida contemporânea, como é o caso de horário de trabalho flexível.

Um fator preponderante apontado pelo estagiário é que na empresa os colaboradores não têm medo de errar. “Temos uma cultura interna de que é errando que se aprende. E dessa filosofia aparecem equipes que aprendem e produzem de forma divertida”, observa. Dentre as iniciativas para estimular a inovação, Filipi destaca os treinamentos da empresa, que contam com games e ferramentas hospedadas na web que ensinam de forma dinâmica as tecnologias internas da Touch. Quézia garante que a estratégia é eficaz, afinal o número de jovens talentos interessados em trabalhar na companhia vem crescendo ano a ano.

Pegos pela rede
A Touch se especializou em pescar jovens talentos. Eis algumas estratégias da empresa:

* Manter parcerias com centros universitários
* Desafiar as equipes na busca por novas soluções
* Criar um ambiente de trabalho propício à colaboração contínua
* Investir em educação continuada no âmbito das novas tecnologias

[fbcomments]