As 10 melhores empresas para fazer uma entrevista de emprego

    0
    860

    Love Mondays mediu o grau de satisfação dos profissionais ao serem entrevistados em mais de mil empresas e mostra quais processos foram mais positivos

    Love Mondays, plataforma em que profissionais avaliam as empresa em que trabalham, realizou um levantamento com mais de 4,7 mil avaliações de entrevistas de emprego para identificar os processos seletivos com experiências mais positivas para os profissionais.

    Lançada em maio, o recurso Entrevistas permite que profissionais conheçam o processo e as perguntas que podem ser feitas durante uma entrevista de emprego. Assim, eles podem se preparar melhor e se destacar nos processos seletivos cada vez mais concorridos.

    Além de fornecer detalhes sobre a entrevista, perguntas feitas pelo recrutador e o resultado final do processo, os candidatos podem avaliar a entrevista, dizendo como foi a experiência em geral (positiva, neutra ou negativa) e o nível de dificuldade do processo (fácil ou difícil). Assim como as avaliações de empresa e os salários, as avaliações de entrevistas são feitas de forma confidencial.

    Com base nesta avaliação, as empresas foram classificadas pelo índice de experiência positiva. Em primeiro lugar, aparece a Deloitte, com experiência positiva para 90% dos profissionais entrevistados. Completam o pódio a Unimed e PwC, com 85% e 84%, respectivamente.

    “Este indicador de experiência é útil tanto para empresas quanto para candidatos. As companhias conseguem receber um feedback de como foi o processo seletivo e de qual impacto sua marca empregadora está deixando nos candidatos. Já os profissionais podem se preparar melhor para a próxima entrevista, deixando de lado o nervosismo e a ansiedade comuns neste momento”, indica Luciana Caletti, CEO e cofundadora do Love Mondays.

    Foram consideradas 4.713 entrevistas publicadas para 1.100 empresas. Apenas empresas com mais de 25 entrevistas entraram no ranking. Confira abaixo o percentual de experiência positiva, o nível de dificuldade (em uma escala de 1 a 5, sendo 1 fácil e 5 difícil) e a quantidade de entrevistas recebidas por cada empresa.

    1. Deloitte
      Percentual de experiência positiva: 90%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.2
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 31
    1. Unimed
      Percentual de experiência positiva: 85%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.0
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 28
    1. PwC
      Percentual de experiência positiva: 84%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.4
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 32
    1. Itaú Unibanco (Itaú BBA e Rede)
      Percentual de experiência positiva: 81%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.2
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 151
    1. Ambev
      Percentual de experiência positiva: 80%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.6
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 50
    1. Santander
      Percentual de experiência positiva: 78%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.1
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 37
    1. Telefônica Brasil (Vivo)
      Percentual de experiência positiva: 77%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.2
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 27
    1. Bradesco
      Percentual de experiência positiva: 76%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.1
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 43
    1. Accenture
      Percentual de experiência positiva: 75%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.1
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 28
    1. Lojas Riachuelo
      Percentual de experiência positiva: 74%
      Nível de dificuldade do processo seletivo: 3.1
      Quantidade de avaliações de entrevistas recebidas: 27
    [fbcomments]