As Seis Vidas do Novo Executivo

06/02/2014 - Autor: JͶel Thrinidad - Trevisan Editora
6 de Fevereiro de 2014

No livro “As Seis Vidas do Novo Executivo – Como Ser Bem Sucedido e Feliz”, da Trevisan Editora, o autor Jöel Thrinidad demonstra que a felicidade deve ser perseguida de modo racional, por meio da organização que leva ao equilíbrio entre as seis vidas apontadas por ele: pessoal, familiar, social, afetiva, profissional e espiritual.

A obra descreve as seis vidas separadamente, demonstrando suas particularidades e a influência que de cada uma na composição do equilíbrio que nos conduz à felicidade.

“Carecemos da administração das prioridades e do controle emocional presentes em cada vida. Obrigações, direitos e deveres de cada uma delas nos tornam emocionalmente equilibrados e codependentes para nos sentirmos felizes por completo”, explica o autor.. “Não convém excluir nenhuma delas, pois fará falta no dia a dia. O laço afetivo entre as vidas é forte e delas nasce a pessoa que somos”.

Dividida em nove capítulos onde, além da descrição das “seis vidas”, o autor oferece reflexões e discute o conceito de felicidade relacionado com a sociedade atual. “A ideia do livro emergiu da necessidade de falar sobre as mais diversas maneiras de ser feliz e como chegar ao final da vida realizado, certos de que vivemos tudo o que havia para ser vivido”, afirma.

No livro “As Seis Vidas do Novo Executivo – Como Ser Bem Sucedido e Feliz”, da Trevisan Editora, o autor Jöel Thrinidad demonstra que a felicidade deve ser perseguida de modo racional, por meio da organização que leva ao equilíbrio entre as seis vidas apontadas por ele: pessoal, familiar, social, afetiva, profissional e espiritual.

A obra descreve as seis vidas separadamente, demonstrando suas particularidades e a influência que de cada uma na composição do equilíbrio que nos conduz à felicidade.

“Carecemos da administração das prioridades e do controle emocional presentes em cada vida. Obrigações, direitos e deveres de cada uma delas nos tornam emocionalmente equilibrados e codependentes para nos sentirmos felizes por completo”, explica o autor.. “Não convém excluir nenhuma delas, pois fará falta no dia a dia. O laço afetivo entre as vidas é forte e delas nasce a pessoa que somos”.
#L#
Dividida em nove capítulos onde, além da descrição das “seis vidas”, o autor oferece reflexões e discute o conceito de felicidade relacionado com a sociedade atual. “A ideia do livro emergiu da necessidade de falar sobre as mais diversas maneiras de ser feliz e como chegar ao final da vida realizado, certos de que vivemos tudo o que havia para ser vivido”, afirma.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail