Bem perto

    0
    213

    Camaradagem é uma das principais características do ambiente de trabalho da Scapol Distribuidora. E não se trata apenas da liberdade dada aos funcionários para usar, diariamente, as mesas de pingue-pongue e pebolim, ou participar dos campeonatos de truco e usufruir o espaço zen que conta com com redes, livros e fontes artificiais. Segundo Arlene Scarpol, diretora administrativa da empresa, a camaradagem vai além. “Trabalhamos para ter uma convivência bem próxima”, conta. E o papel do RH nisso é fundamental. A área organiza, duas sextas-feiras por mês, o “café com RH”. Nessas reuniões, são apresentados vídeos e treinamentos. “Perguntamos o que os funcionários acham que precisa melhorar e já definimos uma equipe para dar conta da demanda.”

    Outras iniciativas que estimulam a camaradagem envolvem comemorar o nascimento de filhos de funcionários com cestas de produtos e celebrações em datas comemorativas, como o Dia da Mulher e a Páscoa, além de uma festa mensal para os aniversariantes. No dia do aniversário, aliás, o funcionário ganha uma folga. E se trouxer bolo no dia seguinte, presencia uma comemoração diferente. “Abandonamos o ´parabéns´. Cada um faz um elogio para o aniversariante”, relata Arlene. A busca por convivência direta é tão séria na Scapol que a empresa preferiu diminuir o uso do e-mail para favorecer o contato direto. “Não estamos abandonando o correio eletrônico, usamos bastante. Mas preferimos a conversa olho no olho”.

    Talvez por ter a camaradagem tão em alta, o turnover da Scapol é baixo – a média mensal é de 0,33%. “Isso mostra que estamos no caminho certo”, conta. Mas isso não significa que o futuro não guarda desafios. As novas contratações são especialmente delicadas. A empresa, que fica em Votorantim, interior de São Paulo, atende mais de 7 mil pontos de venda como supermercados, farmácias e perfumarias em mais de 250 cidades, recebe muitos jovens, por isso, Arlene afirma que a empresa investe na preparação dessa nova geração. “Eles são muito diferentes, precisamos prepará-los. Fazemos semanas de aprendiz, nas quais esses jovens passam por várias áreas para entender como a Scapol trabalha.”

     

    Demandas atendidas
    1. Café com RH
    Duas vezes por mês, o RH patrocina uma reunião para mostrar filmes, apresentar treinamentos e passar comunicados. As reuniões são fundamentais para ouvir as demandas dos funcionários e criar equipes para as ações pedidas.
    2. Comitê de funcionários
    Para garantir que a voz dos colaboradores seja ouvida, a Scapol criou um comitê formado por funcionários que epresentam todas as áreas da empresa. Esse grupo participa de várias decisões estratégicas e ajuda no processo de tomada de decisão.
    3. Preferência pelos internos
    Em busca dos líderes que já
    estão entre as suas fileiras, a Scapol dá prioridade aos seus funcionários quando uma nova posição é aberta. Para capacitar
    o profissional, treinamentos
    e cursos são utilizados.
    [fbcomments]