Caminhos de aprendizado

    0
    201

    Entre alguns filósofos pré-socráticos, o princípio gerador de todas as coisas não seria um único elemento, mas quatro elementos: terra, ar, água e fogo.  Empédocles de Agrigento era um desses pensadores que defendiam a ideia de que a mistura, em diferentes proporções, desses elementos era capaz de forma as várias substâncias que encontramos no mundo. O que unia e desunia os quatro elementos eram, segundo esse filósofo que deve ter vivido entre 490-435 a.C., dois princípios: o amor e a luta. Os quatro elementos e os dois princípios seriam eternos, mas as substâncias formadas por eles seriam pouco duradouras.

    Nos dias de hoje, bem distante de uma Grécia antiga e de uma atual em meio a problemas financeiros, uma instituição na região Nordeste do Brasil ensina aos seus profissionais, por meio desses mesmos elementos, que a carreira pode não ser duradoura, uma vez que existem as promoções e mudanças de áreas, mas que essa passagem
    pode ser feita sem traumas.

    Em uma rede de distribuidores de veículos, a mudança está na televisão, mais precisamente na ferramenta corporativa adotada para preparar e capacitar uma mão de obra espalhada por todo o país, além de manter o time alinhado aos processos e atentos a novas mudanças.
    E não é preciso apenas estar de olho na tela da tevê para aprender, como ensina uma grande empresa de comunicação: o conteúdo de um programa de capacitação pode estar na tela de um computador ou na de um smartphone. Vai depender, e muito, da capacidade de unir as plataformas tecnológicas disponíveis e o dia a dia de seus funcionários de forma não invasiva, na medida certa. Confira, a seguir, esses exemplos de empresas que não deixam de apostar no preparo e na formação de seus colaboradores como forma de se manterem vivas num mercado cada vez mais mutante e competitivo.

    Continue lendo:

    > Cuidar de quem atende – Para ter resultados positivos, Oi investe na formação de talentos

    > Os quatro elementos e a mudança – Banco do Nordeste usa metáforas da natureza em transição de gestores

    > Carona no mesmo canal – Setor automotivo aposta na integração e capacitação via TVs corporativas

     

    [fbcomments]