Compartilhar os louros

0
715
Carlos Ogliari / Crédito: Divulgação
Ogliari, da Volvo: conciliar os resultados entre as áreas

O verbo compartilhar tem ganhado notoriedade na era digital, mas a Volvo do Brasil dá forma a essa palavra no mundo corporativo com sua política diferenciada de remuneração. A montadora sueca, que se instalou em Curitiba no final da década de 70, antecipou-se à legislação brasileira trabalhista e foi pioneira ao oferecer a seus funcionários o benefício da Participação nos Lucros e Resultados (PL&R) em 1984. O benefício viraria lei apenas uma década depois, em 1995.

Mas como a Volvo compartilha os lucros? A subsidiária brasileira mantém um sistema diferenciado que promove o desdobramento do benefício, que parte do planejamento estratégico (atuação em conjunto) até chegar ao nível individual. Neste processo, existem metas e indicadores de quatro grupos: alto desempenho, processo, excelência em gestão e, por fim, atuação individual. A soma dos blocos é que define o índice final de participação de cada funcionário. 

“É o resultado de uma política de conciliar os resultados com todas as áreas da empresa, ou seja, compartilhar as vitórias”, explica Carlos Ogliari, diretor de recursos humanos da Volvo. Em 2012, a média de pagamento para cada funcionário ficou em R$ 21.397,90, um ano antes, o valor foi muito similar: R$ 21.000,00.

O executivo lembra que o PL&R integra um guarda-chuva de atrativos da política de remuneração da montadora, juntamente com um plano de carreira cobiçado pelos colaboradores, ambiente de trabalho agradável e, principalmente, o respeito ao indivíduo. “Aqui engajamento não é para cumprir, mas sim para interagir com todo o grupo”, ressalta. 

A companhia produz não somente carros, caminhões e ônibus, mas multiplicadores de sua política de compartilhamento. O líder da equipe de montagem de caminhões, Flávio Garcia da Silva, é um exemplo disso. O profissional teve a oportunidade de encontrar em seu primeiro emprego na companhia, isso há 14 anos, um ambiente de respeito mútuo em que um funcionário contagia o outro ao crescimento profissional. E de lá para cá, nada mudou, segundo Silva. “Meu gestor sempre me incentivou a estudar e também a gerenciar uma equipe. Hoje, estou prestes a finalizar um curso de graduação e pronto para buscar este desafio”, comemora.

Compartilhar além das fronteiras da Volvo
* O departamento de RH tem como política expandir e compartilhar seu conhecimento além das fronteiras da empresa seja no relacionamento diferenciado com seus fornecedores, seja nos programas que a empresa mantém para a sociedade. Exemplo disso é o programa Volvo Segurança no Trânsito que, há 25 anos, aborda a questão por meio de palestras, seminários e informações divulgadas em meios de comunicação. “Juntos chegaremos a zero acidentes”, diz o mote da campanha.
[fbcomments]