Gestão

“Descoberta” é a palavra-chave para gestão de talentos em 2018

Da Redação
29 de Março de 2018

Por Juliane Yamaoka

Juliane Yamaoka

Juliane Yamaoka

Nesse processo inovador surge uma palavra que vai direcionar os esforços para as atividades de gestão de talentos: descoberta. Isso significa que o gestor de RH terá a função primordial de descobrir a principal capacidade do seu funcionário, se esta capacidade é devidamente explorada no ambiente de trabalho e, principalmente, como transformar essa capacidade em desempenho.

A descoberta é uma forma diferente de pensar e agir no RH, tornando-se um fator importantíssimo para disseminação de conhecimento, talento, ideias e, consequentemente, agregar valor aos profissionais e às empresas.

Quais são os valores agregados no âmbito profissional? Novas formas de lidar com pessoas, novas formas de gerenciar o tempo e a possibilidade de descobrir novas habilidades.

Quais são os valores agregados no âmbito empresarial? A descoberta gera benefícios que impactam diretamente os resultados ao aliar as habilidades profissionais da força de trabalho com os valores e premissas das empresas, tais como: aperfeiçoamento dos métodos do processo seletivo para contratação; aperfeiçoamento das identificações de perfil, comportamento e desempenho; criação do espírito de “liderança focada na empresa e não no indivíduo”; e aperfeiçoar o talento já existente para criar o engajamento de todos com o crescimento competitivo da empresa.

É claro que erros individuais vão acontecer, até porque não existe profissional que não falha. Como a descoberta permite que a empresa saiba a melhor forma de agir (ou reagir) com seu profissional perante cada situação e de acordo com a sua estratégia de negócios, neste caso é possível tirar proveito dos erros de um profissional para, a partir do momento que se descobre as habilidades do mesmo, haja uma definição de como ele pode corrigir o que foi feito, aperfeiçoar a produtividade em todas as tarefas atribuídas e, por fim, reverter o cenário mostrando uma perspectiva de melhoria para a empresa.

Descobrir é importante também para facilitar o ato de “diagnosticar” questões que muitas vezes ficam ocultas para o gestor de RH, contribuindo diretamente para o crescimento de qualquer empresa.

Mais que um “descobridor”, o gestor acaba se configurando em um transformador no setor de RH, o qual está sempre em busca de soluções, ideologias, metodologias que promovam a modernidade. É o famoso “pensar fora da caixa” para servir de exemplo que os funcionários sigam o mesmo caminho.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail