Diário do CONARH

12 de Fevereiro de 2014

Em um mundo em que a constante é a mudança, entender todas as transformações por que passa a sociedade, seus impactos nas organizações e nas relações humanas são os desafios da área de gestão de pessoas. Isso exige da área e dos profissionais que atuam nela um posicionamento diferente, um olhar mais abrangente e conectado com os atores internos e externos da organização. Estes foram alguns dos pontos abordados durante encontro do comitê de criação do 39º Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH), no início de março. Reunidos no Casagrande Hotel Resort & Spa, no Guarujá (SP), os 35 participantes foram divididos em quatro grupos, representando cada um dos eixos temáticos do congresso, e delinearam possíveis temas a serem tratados no evento.

Durante as discussões, parte de cada grupo era convidada a dar sugestões e fazer comentários sobre o conteúdo levantado pelos demais times, numa espécie de rodízio. Isso permitiu olhares diferentes e complementares a partir do tema central do congresso, Reinventando a gestão: uma construção coletiva. “A participação e o envolvimento dos membros do comitê foram um exemplo de construção coletiva”, disse Leyla Nascimento, presidente da ABRH-Nacional.

Temas de base

Confira os eixos e seus respectivos coordenadores


– Gestão das organizações
Antonio Salvador, vice-presidente de RH da HP


– Conteúdos e tendências
Lilian Guimarães, vice-presidente executiva de RH do Santander


– Desenvolvimento de RH
Claudio Neszlinger, sócio da Eteh Desenvolvimento Humano


– Gestão de pessoas
Ricardo Mota, diretor de RH da UAB Motors

Para mostrar como o mundo se transformou nos últimos anos, como os modelos de gestão devem evoluir para as organizações alcançarem metas e se adequarem ao mercado, e quem é o RH nesse contexto, os organizadores da 39ª edição do Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH) definiram os grandes temas do evento: contexto e tendências; gestão das organizações; gestão de pessoas; e desenvolvimento de RH. Saiba mais sobre esses eixos:


> CONTEXTO E TENDÊNCIAS
O advento da economia do conhecimento trouxe a necessidade de transformações profundas na interação entre organizações e pessoas. Essa é a condição para o sucesso sustentável. Assim, torna-se imperativa uma revisão das tendências na gestão dos negócios e das pessoas a partir dos movimentos econômico, político e social no mundo e suas consequências para a competitividade do Brasil. Com essa compreensão, é possível debater e refletir sobre modelos de gestão suficientemente inovadores para transformar os desafios do presente em oportunidades de sucesso e capazes de promover a felicidade e a autorrealização profissional do indivíduo.


> GESTà DAS ORGANIZAÇÕES
Organizações são organismos vivos, que, hoje, precisam se adaptar a um mundo vulnerável, incerto, complexo e ambíguo, e cuja tendência é assim se manter. O eixo buscará as respostas sobre como se reorganizar para enfrentar esse cenário e se preparar para o futuro. Como seres vivos, as organizações demandam cuidados com a saúde – o que envolve gestão, pessoas e cultura. Entretanto, os meios disponíveis não são mais suficientes. RH precisa “tomar o pulso” das organizações com um conjunto de indicadores eficazes. Também é preciso encontrar referências sobre quem é o novo líder, que faz a “liga” das pessoas com esses organismos vivos.


> GESTà DE PESSOAS
Todas as empresas têm uma meta em comum, o crescimento, e isso se dá por meio do esforço humano organizado por um grupo que possui o mesmo ideal. A gestão de pessoas tem como objetivo a valorização e formação de profissionais. Essa valorização auxilia a empresa no engajamento e na realização de seus objetivos. Profissionais felizes e reconhecidos levam o nome de suas organizações para outro patamar. O desafio é olhar o contexto geral da empresa e as necessidades de administração, mobilizando seus esforços para dar a atenção e movimentação necessárias para a educação profissional, de forma que, pelas pessoas, os resultados sejam alcançados.


> DESENVOLVIMENTO DE RH
O principal objetivo é debater a formação necessária e o desenvolvimento dos profissionais de RH para que eles consigam contribuir na transformação dos modelos de gestão organizacional. Outro assunto a ser abordado é a questão das fronteiras do papel do RH, até onde e como ele pode colaborar internamente com as companhias e no dia a dia da sociedade. Além disso, a discussão terá foco nas transformações da sociedade e no que pode ser feito nos modelos de gestão para que as organizações se tornem lugares mais saudáveis para os indivíduos, e sejam capazes de gerar, além de resultados, realização e impactos sustentáveis na sociedade.

> O CONARH 2013 acontece entre os dias 19 e 22 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Mais informações no site www.conarh.com.br

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail