Carreira e Educação

Empregados brasileiros em busca do próprio negócio

Da Redação
27 de novembro de 2019

Segundo o levantamento Hábitos do Trabalho realizado pela Alelo e Ipsos, 50% dos empregados brasileiros pretendem abrir seu próprio negócio nos próximos cinco anos

Créditos: Shutterstock

Em uma rápida busca pela internet, é fácil achar diversos materiais com dicas de como empreender. Os brasileiros estão cada vez mais dispostos a ter a sua própria fonte de renda. Como efeito do atual cenário econômico e com alta taxa de desemprego no Brasil, essa escolha tem sido, cada vez mais, o caminho.

Um dado relevante apontado pela pesquisa inédita Alelo Hábitos do Trabalho, encomendada pela Alelo e realizada pelo Instituto Ipsos, foi de que 50% das pessoas com empregos fixos pretendem abrir seu próprio negócio, no período de até cinco anos.

Leia também:

Mulheres empreendedoras

“Temos acompanhado um fortalecimento no ecossistema empreendedor, motivado pelo uso de novas tecnologias e com o aumento nos programas de incentivos de aceleradoras, incubadoras e até mesmo grandes empresas. Esse é um novo hábito de trabalho que faz muito sentido para os mais jovens, já no início da carreira ou, em alguns casos, para os profissionais mais maduros e experientes com carreira já consolidada”, comenta André Turquetto, diretor de Marketing e Produtos da Alelo.

Quando perguntadas sobre os principais motivos que as levariam a empreender, as pessoas empregadas podiam escolher mais de uma alternativa e disseram, entre outros pontos, que isso proporcionaria maior autonomia nas decisões (77%). Trabalhar com o que gosta e ganhar mais dinheiro foram as razões apontadas por 76% dos entrevistados. E para 74%, seria uma opção para inovar e contribuir para melhorar o mercado de trabalho.

Satisfação e mudança

De maneira geral, os empregados entrevistados estão satisfeitos com sua atual ocupação. Na Pesquisa Alelo Hábitos do Trabalho, era possível escolher quais pontos influenciavam a satisfação deles no trabalho, podendo ser mais de um: 67% afirmam estar muito satisfeitos com seu trabalho em geral; 71% dizem estar muito satisfeitos com o espaço físico; 69% estão muito satisfeitos com o clima organizacional e 71% estão muito satisfeitos com o relacionamento com seu superior.

Mas, mesmo satisfeitos, quando questionados sobre os próximos três anos, 58% dos profissionais empregados afirmaram que pretendem mudar de trabalho, sendo os homens (54%) a maioria.

O estudo foi encomendado pela Alelo ao Instituto Ipsos e realizada durante os meses de agosto e setembro de 2019, nas principais regiões do Brasil, apresenta margem de erro de 2pp. Foram ouvidas 2.333 pessoas, por meio de uma pesquisa online, sendo 1.518 empregadas, 468 desempregadas e 347 autônomas.

Como perfil demográfico total, 54% dos entrevistados eram homens, 46% mulheres, com idades entre 18 e 65 anos. O estudo foi realizado com abrangência nas principais regiões metropolitanas do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília, Florianópolis, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Salvador e Fortaleza.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


fake rolex