Gestão

Engajamento nos campos e no escritório

Da Redação
3 de outubro de 2014
Equipe Alemã - Copa do Mundo - Crédito: Reuters
Equipe alemã na Copa do Mundo – Crédito: Reuters

O engajamento foi a palavra-chave para o sucesso da seleção alemã na “Copa das Copas”. Dos 23 convocados, onze atuaram juntos (a maioria como titular) no mundial realizado na África do Sul e sete jogam no mesmo time alemão, o Bayern de Munique. O resultado desse entrosamento não poderia ser diferente: a taça na mão.

Outros dados da pesquisa
A remuneração e talent management também são questões de destaque na lista de RHs e CEOs, lembrados por 21% e 20%, dos profissionais de RH e por 24% e 23% dos líderes respectivamente.
Conforme a pesquisa, employer branding corresponde a 17% das melhores práticas de gestão para os executivos de RH, enquanto que para os CEOs apenas 6%. Já as ferramentas e ações de treinamento, para os profissionais de RH, representaram 12% e para o alto escalão somente 6%.

Transportando essa situação para o mundo corporativo, o cenário é o mesmo: quanto mais engajada a equipe, melhores os resultados. É o que aponta pesquisa da Michael Page com diretores de recursos humanos e CEOs. De acordo com o levantamento, 30% dos profissionais de RH consultados consideram o engajamento a principal ferramenta de gestão para conseguir resultados positivos; entre os CEOs, 41% assinalaram que o engajamento é a principal peça na engrenagem da empresa.

E para se obter engajamento é preciso confiar em seus colaboradores. “A empresa que envolve seus funcionários nas decisões, escuta sugestões e estimula a criação de ideias tem mais chances de reter seus colaboradores”, indica Juliane Yamaoka, gerente-geral da Efix, empresa do setor de sistemas de gestão de pessoas.

De acordo com a executiva, é fundamental que os funcionários percebam que “fazem a diferença na empresa” e que suas opiniões são levadas em consideração na tomada de decisão. Juliane indica cinco passos para garantir o sentimento de pertencimento do colaborador com o negócio e o, consequente, engajamento da equipe:

1. Conheça seus colaboradores: ele não quer apenas salário ou benefícios, quer ser reconhecido. Conheça as habilidades e talentos individuais de cada um e participe do seu desenvolvimento;

2. Desenvolva projetos desafiadores: deixe que seus colaboradores participem do desenvolvimento de projetos dentro da empresa com maior autonomia. Apresente tarefas desafiadoras que lhes permitam pensar “fora da caixinha“;

3. Escute sugestões: deixe que os funcionários participem de decisões importantes dentro da empresa. Eles podem ter boas ideias ou sugestões para melhorar a qualidade e otimizar o trabalho;

4. Melhore o ambiente de trabalho: é necessário fazer da empresa um ambiente agradável e prazeroso. Estimule outros tipos de atividades dentro da organização como a prática de exercícios físicos ou atividades de lazer;

5. Seja flexível na contratação: aposte nos talentos que já estão dentro da empresa, proporcionando melhorias e valorização da carreira do profissional.

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail