Espaço aberto

    0
    103

    Abrir espaço não só para os funcionários, mas também para os seus familiares e para a comunidade em que a empresa está inserida. Esses foram alguns dos segredos usados pela Sama, mineradora goiana de amianto crisotila, para conquistar as melhores práticas em Celebração neste ano. “Os nossos eventos são abertos para os familiares e a comunidade. Na festa do Dia do Trabalho, por exemplo, temos três dias de comemorações com gincanas, torneios e bandas. Ao todo, 15 mil pessoas compareceram”, conta Moacyr de Melo Júnior, gerente de RH. A festa do trabalhador é apenas uma no extenso calendário de comemorações da empresa, que vai de datas tradicionais como Dia dos Pais, Dia das Mães e festa junina, até o Dia do Homem e festas de formatura para profissionais que se graduam.

    Mas uma companhia não vive só de celebrações. As festas dependem de um bom ambiente de trabalho na Sama – algo que era impensável poucos anos atrás. E isso pode ser visto nas pesquisas internas de satisfação. Em 2008, apenas 63% dos funcionários se mostravam satisfeitos com o ambiente de trabalho. Depois de dois anos de reestruturação do RH e investimento nos colaboradores, esse número subiu para 87%. “As pessoas mais felizes ficam mais motivadas e as consequências para a empresa são sempre muito boas”, afirma o gerente de RH.

    Uma delas foi o aumento de produtividade. E isso a mineradora experimentou na prática. Ela bateu recorde de produtividade no ano passado: de 275 mil toneladas produzidas, em 2009, para 302 mil toneladas, em 2010. “Funcionários mais felizes significam mais engajamento. Mais engajamento gera uma empresa mais produtiva; não tem segredo”, afirma. Além disso, ele ressalta, a Sama experimenta uma melhora na segurança. Na arriscada tarefa de mineração, a companhia contabiliza 472 dias sem acidentes com afastamento de funcionários. “Com mais engajamento, os funcionários também ficam mais cautelosos. Todos ganham”, acrescenta.

    O ambiente resgatado pode ajudar a explicar a alta retenção da empresa. A Sama registrou um turnover de 0,91% por mês entre os seus 632 funcionários em 2010 – o tempo médio de serviço para a mineradora é de 8,7 anos. Com tudo isso, qual é o maior desafio? “Mais difícil do que conquistar um bom clima organizacional é mantê-lo. Estamos trabalhando para isso”, explica o gerente de RH.

     

    Para comemorar
    1. Motivação em alta
    Boa parte dos funcionários são colaboradores de longo prazo. Em média, eles ficam 8,7 anos em serviço na empresa. A prática de manutenção de talentos, que compreende abertura de oportunidades, garante o turnover médio de 0,91%.
    2. Dia do Homem
    A política de celebrações não se restringe às datas tradicionais. Em 2010, a comemoração do Dia do Homem, em 15 de julho, teve uma programação especial na área industrial da empresa com distribuição de brindes.
    3. Orgulho em Fazer Parte
    A Sama entrega o kit Casamento para os recém-casados com presente para casa e o kit Bebê para os recém-pais com produtos infantis incluindo roupas, mantas, fraldas, loção e banheira.
    [fbcomments]