Estilo de liderança

    0
    495

    Ficar em dúvida se o seu líder é formal ou moral é uma questão bastante comum no ambiente corporativo. Nem sempre é possível constatar atitudes coerentes com cada forma de liderança, pois o discurso dos líderes Í s vezes pode ser contraditório Í  prática de sua função. Podemos destacar as seguintes características do líder formal:


    > Ainda manda pelo peso do crachá;


    > É permissivo com o meio, a fim de deixar a equipe insegura, entendendo que só dessa maneira conseguirá manter seu lugar;


    > É centralizador, não confia em ninguém, inclusive nele mesmo, não dissemina informações nem conhecimento, imaginando assim ser o “detentor do poder”;


    > Não reconhece talentos, resultados, superação das pessoas de sua equipe;


    > Não comemora os resultados; acha que os consegue sozinho.


    Em suma, podemos dizer que o líder formal ainda vive e gerencia pessoas como se fazia na era industrial, em que o trabalho era apenas simples tarefas, e os “subalternos” viviam com a percepção de monotonia, sentimento de insatisfação e extremamente resignados.
    Em contrapartida, temos o crescente desenvolvimento do líder moral. Estes são despojados do medo de serem superados, possuem conceitos inovadores, atuais e que pensam no todo e não somente na parte que lhe cabe. O líder moral possui as seguintes características:


    > A sua competência no relacionamento interpessoal, com ênfase no respeito pelo próximo, pelos seus subordinados, pares e superiores, não fazendo distinção quando se trata de hierarquia;


    > Promove, em seu departamento, um clima cordial, de confiança e credibilidade, valorização e reconhecimento das pessoas, o que é um ponto crucial;


    > É um líder que incentiva, motiva e demonstra, por meio de seu comportamento e valores, respeito a todos de forma incondicional, entendendo que nada é conquistado sem a participação de todos;


    > É focado em resultados, porém não fica míope em relação Í s pessoas que lidera;


    > Seu poder de inteligência emocional é surpreendente, anseia por ajudar e desenvolver pessoas, resolver problemas de forma simples e com propriedade, sempre mantendo o equilíbrio em seus gestos, atitudes, palavras e comportamentos;



    A ideia é refletir sobre a busca do entendimento dessas diferenças entre as formas de líderes (formais e morais), permitindo que nos tornemos um, ou identifiquemos com clareza qual a linha que nossas lideranças seguem, para que a pergunta que nos fazemos sempre seja sanada e deixe de povoar nossas mentes de uma vez por todas.


    *Alexandre Giomo é consultor de Educação Corporativa da Leme Consultoria, palestrante e facilitador de treinamentos em cursos abertos e in company.  É graduado em Ciências Químicas com atribuições Tecnológicas, com MBA em Gestão de Pessoas e em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas.

    [fbcomments]