Fonte de talentos

17 de junho de 2011

Nos últimos anos, a economia aquecida possibilitou maior oferta de postos de trabalho no Brasil e uma novidade: oportunidades para profissionais mais velhos. Recente esquisa do Ministério do Trabalho destacou o crescimento no número de empregos na faixa etária de 50 a 64 anos e acima dos 65 anos. A criação de postos de trabalho para essas idades teve aumento de 10,28% e 12,77%, respectivamente.

A constatação é vantajosa para profissionais e empregadores, segundo Juliana Almeida Dutra, especialista em gestão de pessoas e clientes e diretora executiva da Deep – Desenvolvimento e Envolvimento Estratégico de Pessoas e Clientes.

Para quem está longe do mercado de trabalho por algum tempo, voltar à ativa aos 60 pode ser um grande desafio: o convívio com profissionais mais jovens, conectados à internet e às redes sociais e mais inteirados das novidades em suas áreas de atuação, a necessidade de falar outros idiomas e de ter uma atuação multidisciplinar etc. “Os mais jovens podem ter muitas habilidades tecnológicas, porém, muitas empresas buscam profissionais experientes, com maturidade para atuar em posições estratégicas”, ressalta Juliana. Aos profissionais rumo ao recomeço, a especialista lista algumas recomendações:

  • Procure um trabalho alinhado à sua experiência profissional anterior;
  • Identifique suas principais competências e procure em que sua competência vai acrescentar ao resultado do trabalho;
  • Identifique seu diferencial de mercado e comece por ele sua busca. Isso facilita as entrevistas dos processos de seleção;
  • Construa um currículo valorizando sua experiência;
  • Lembre-se: as entrevistas hoje objetivam a competência. Por isso, recapitule momentos em que seu trabalho lhe trouxe realmente muito orgulho. Conte ao entrevistador;
  • Não pareça resistente às mudanças e novidades, pelo contrário, coloque-se aberto a aprender tudo o que for possível;
  • Garanta sua apresentação pessoal e postura profissional; são muito importantes;
  • Procure ler jornais e revistas, notícias na internet, que possam atualizá-lo sobre a área que busca.

 

Vantagens para o empregador
Há vantagens também para as empresas que dão oportunidades aos mais velhos. “Passando pelo processo seletivo normal, um idoso competente tem experiência para a resolução de problemas devido à sua maturidade profissional e também tem mais paciência e competência analítica, além de relacionamento mais apurado com equipes”, informa Juliana. A especialista afirma ainda que os mais velhos são excelentes para atendimento a clientes porque reduzem o turnover das empresas pelo seu comprometimento. Em momentos de feedback, são mais humildes ao reconhecer seus erros e buscar a melhoria, são menos ansiosos e têm paciência para um plano de carreira mais longo, pois, em geral, já recebem a aposentadoria e por isso o foco do trabalho nem sempre é exclusivamente o salário. “Profissionais mais experientes têm muita capacitação, força de vontade de aprender e ensinar. Hoje em dia, os idosos fazem tudo: entram na internet, dirigem, fazem exercícios, dançam, namoram, estudam, enfim, procuram algo que venha trazer bem-estar e o melhor caminho para a felicidade.”

 

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail