Gestão

Gestão com sensibilidade

VC
14 de setembro de 2009

O sexo feminino não tem nada de frágil nos Laboratórios Sabin. Respondendo por 72% dos postos de trabalho, as mulheres têm voz ativa na companhia e contam com políticas especialmente formatadas para elas – políticas estas que renderam à empresa o destaque, este ano, em melhores práticas para mulheres.

“Aqui a mulher sabe que é valorizada e tem oportunidade de crescer”, destaca Marly Vidal Macedo, diretora de RH da empresa. Dos cargos de liderança do laboratório, 77% estão nas mãos de executivas e cada uma das 56 unidades do grupo é comandada por um gestor escolhido a partir de processos internos de seleção.

A companhia procura, ainda, aproveitar as características femininas em programas como Verdade com amor, que propõe feedbacks com um toque de sensibilidade. “Muitas vezes, o que causa mal-estar não é o que você fala, mas como você fala”, explica Marly. O programa é realizado anualmente, com todos os 770 funcionários da empresa. A meta é torná-lo semestral.

Outra iniciativa que tem feito sucesso no Sabin é o programa de auxilio babá. A prática nasceu da avaliação de que o auxílio creche oferecido anteriormente não atendia às necessidades das funcionárias – em três anos, somente uma colaboradora utilizou o benefício. Diante desse cenário, resolveu oferecer um auxílio babá, que pode ser usado até mesmo por mães que deixam seus filhos com parentes ou vizinhos. O valor de meio salário mínimo é pago dos quatro aos 12 meses do bebê. As futuras mães do Sabin contam ainda com um auxílio enxoval no valor de um salário mínimo, pago no mês de nascimento da criança. Esse benefício também é estendido aos futuros pais que, garante Marly, não têm motivos para se sentirem discriminados na empresa. “Oferecemos cursos para ensinar as mulheres a amarrar lenços, mas também ensinamos o homem a dar nó na gravata”, conta. Entre as melhorias previstas para os próximos meses, Marly destaca um software de plano de desenvolvimento de carreira, que já está em testes. “O programa mostra quais as competências necessárias para que o funcionário conquiste uma promoção, qual o caminho que ele deve trilhar”, explica. (VC)

Práticas de destaque

Quem incorpora a cultura da empresa também é reconhecido

– Auxílio enxoval e babá: as futuras mamães recebem um auxílio no valor de um salário mínimo para completar o enxoval do seu bebê e contam com uma ajuda de custo mensal de meio salário mínimo dos quatro aos 12 meses da criança para auxiliar nas despesas com a babá.

– Verdade com amor: programa anual de feedback, que apela para a conversa franca e para a sensibilidade feminina, na hora de avaliar o trabalho de colegas.

– Cursos de beleza: a empresa traz especialistas para ensinar as funcionárias a caprichar na maquiagem, fazer limpeza de pele e até amarrar lenços. Os homens não ficam de fora e também aprendem a cuidar do visual.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail