Hoje vai ter uma festa

0
683
Elizabeth Hass / Crédito: Divulgação
Elizabeth, da Perkins: comemorar é reconhecer / Crédito: Divulgação

Na Perkins Motores do Brasil, celebrar é uma estratégia de negócio, como explica a gerente de recursos humanos Elisabeth Hass. “Para nós, comemorar é reconhecer – isso desenvolve um senso de valorização e pertencimento a cada integrante de cada uma das nossas equipes”, diz. Além motivar seus funcionários, as festas são também um meio de manter unidos os 153 funcionários da organização em uma estrutura que poderia dificultar o contato – só a fábrica de Curitiba, inaugurada em 2003, tem 6 mil m2 em uma área total de 36,7 mil m2. 

Cada conquista merece uma celebração e celebrar com bolo e refrigerante virou uma tradição. Recordes de produção, anos sem acidentes com afastamentos, novos produtos, novos clientes, certificações (e recertificações) em sistemas de gestão ambiental e de qualidade, conquistas no esporte, treinamentos especiais, ideias de aprimoramento, prêmios recebidos da Caterpillar Inc., visitas importantes, classificação entre as melhores empresas para trabalhar etc. Ou seja, quase tudo.

Nessas ocasiões, a produção é totalmente interrompida para que as equipes possam festejar. Muitas vezes, isso acontece no chão de fábrica. “Acabamos de celebrar nove anos sem acidentes – isso é muito significativo em uma área como a manufatura”, destaca a gerente de RH. Como não comemorar? Bolo e refrigerante para todos.

Em 2013, a Perkins completou dez anos no Brasil e uma celebração especial foi realizada, não só com os funcionários, mas com todas as famílias. A empresa abriu as portas para que maridos, esposas e filhos pudessem conhecer o local onde os funcionários passam uma boa parte de seu dia.

Brindes, fotos em família com produtos que levam os motores da Perkins, brincadeiras para adultos e crianças foram algumas das atrações do dia, além de um almoço especial. Os funcionários com 10 anos de empresa ou mais receberam de seus gerentes um troféu em forma de pino, símbolo que a Caterpillar Inc. usa para homenagear os funcionários por tempo de casa.

Outro motivo de celebração recente foi o terceiro lugar (veja bem, terceiro lugar) no campeonato de futebol do Sesi, bem como o reconhecimento e entrega do troféu aos brigadistas pela participação no treinamento do Plano de Auxílio Mútuo, o qual foi realizado pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil de Curitiba.

Há seis anos na empresa, o contador Adnan Silva, de 37 anos, afirma já ter perdido a conta de quantas comemorações participou na Perkins. “Além de funcionar como um reconhecimento e uma forma de motivação, as celebrações deixam o trabalho mais descontraído e proporcionam uma pausa para que a gente possa se divertir, rir e brincar.” Alocado em Curitiba, Silva foi um dos enviados da Perkins para a festa deste ano do Great Place to Work, realizada no Espaço das Américas em São Paulo. 

Principais festas
* Festas informais (e frequentes) como bolo e refrigerante.
* Almoços comemorativos com cardápio especial.
* Premiações locais com a presença das famílias dos funcionários.
* Viagens com um membro de cada equipe para comemorações em outros estados.

 

 

[fbcomments]