Impacto pelos outros

0
411
Matsuo, da RBS: condição única de alavancagem na carreira

Além de aproveitar ao máximo a oportunidade de aprender na prática, todo trainee deve absorver rapidamente os princípios de liderança e de gestão de pessoas que o programa oferece. Essa é a opinião de Deli Matsuo, vice-presidente de gestão e pessoas do Grupo RBS. “O jovem precisa aprender o mais rapidamente possível como pode maximizar o impacto dele na organização por meio das pessoas. O trainee não tem só o objetivo de fazer o trabalho, ele tem o objetivo de também, em três anos, fazer o trabalho por meio das pessoas, levar o conceito de excelência dele a ser multiplicado pela gestão”, diz. O executivo acrescenta, ainda, que a alta visibilidade no início da vida profissional somada ao perfil de jovem talentoso, empreendedor, dá a esse jovem uma condição única de alavancagem na carreira.

Um programa de trainee é uma boa maneira de ingressar em uma empresa?
Deli Matsuo –
É, provavelmente, a melhor maneira de ingressar numa empresa de grande porte. Porque o processo seletivo de trainee possibilita o acesso do candidato tanto ao primeiro nível da organização quanto à diretoria. A partir do momento em que ingressa na empresa, e pelos próximos três anos, seu desenvolvimento e seu aprendizado são monitorados pela diretoria. Conhecemos todos os trainees pelo nome, por que áreas passaram, em quais projetos se engajaram, onde foram bem, onde podem melhorar. Essa alta visibilidade no início da vida profissional, somada ao perfil de jovem talentoso, empreendedor, dá para essa pessoa uma condição única de alavancagem na carreira.

O que conta na hora da seleção? O talento e a capacidade avaliados nas provas ou a expectativa do potencial do candidato?
O que realmente faz diferença para os candidatos é a habilidade cognitiva, a capacidade de aprendizado de novos conceitos, de transformação da teoria em prática, de resolução de problemas, de pensamento estruturado, aprender a priorizar e como resolver os problemas de forma estruturada.

Que tipo de investimento a RBS faz no trainee?
Temos um programa de três anos que cobre uma grande variedade de programas de desenvolvimento, desde o investimento na formação acadêmica, operacional, como colocar o trainee para fazer trabalho de verdade, com responsabilidade de projetos, que têm de ser entregues para a diretoria. Esse trainee tem um aprendizado prático muito forte, roda as diversas unidades do grupo, e isso envolve viagens, participação em diversos eventos e seminários. Além disso, um grupo de pessoas trabalha focado no desenvolvimento dos trainees, entendendo a necessidade de cada um para atingir o máximo do seu potencial no menor espaço de tempo possível. Um consultor atende um trainee, entende como ele pode maximizar seu potencial e desenha um programa específico para cada um. Por isso, o grupo é tão seleto e se faz um investimento tão pesado.

Qual deve ser o foco do trainee no programa? Quais são as dicas que pode dar a eles?
Aproveitar ao máximo a oportunidade prática, entender todos os fatores que envolvem um projeto de sucesso, entender como se constrói um projeto de sucesso, aprender na prática a execução do trabalho que ele vai ter na frente. E absorver rapidamente princípios de liderança e gestão de pessoas. Ele precisa aprender o mais rapidamente possível como pode maximizar o impacto dele na organização por meio das pessoas. O trainee não tem só o objetivo de fazer o trabalho, ele tem o objetivo de também, em três anos, fazer o trabalho por meio das pessoas, levar o conceito de excelência dele a ser multiplicado pela gestão.

Qual é o perfil dos profissionais que as empresas estão competindo para contratar?
Queremos profissionais que façam a diferença no resultado da empresa e, especificamente do nível de gestão, de pessoas que construam valor no âmbito de trabalho, na satisfação e no engajamento dos funcionários. No âmbito técnico prático, a pessoa conhece a operação, tem capacidade crítica, de absorção de novos conceitos e pode transformar isso em novo valor. Basicamente, os talentos que procuramos têm de ter esses dois componentes: ser extraordinários no trabalho que executam e na gestão. Quando você é um bom líder de pessoas, multiplica isso em sua equipe e agrega muito.

SHARE
Previous articleA prática do desapego
Next articleTodos juntos
[fbcomments]