Informalidade criativa

0
438

Melhor - Gestão de pessoasResponsabilidade com liberdade, que se traduz em horários flexíveis, foco em metas (e não processos) e incentivo à inovação e ao empreendedorismo. Eis a filosofia do Google que, apesar de ainda não ter alcançado a fase adulta em termos de idade, já é uma das marcas mais valiosas do mundo e uma das melhores empresas para trabalhar em 2012. “Acreditamos que cada um deve gerir sua própria carreira e imprimir sua marca na empresa, permitindo que o profissional mantenha sua identidade, enquanto colabora com a evolução do Google”, conta a diretora de RH da companhia para a América Latina, Monica Santos. Segundo a executiva, na empresa, tanto o mais alto cargo quanto o recém-contratado possuem o mesmo plano de saúde. “Somos uma empresa com pouca hierarquia e queremos que todos tenham os mesmos direitos”, ressalta.

Qualidade de vida e conforto estão entre as prioridades da organização em relação aos seus funcionários, dentro ou fora do escritório. Para manter a motivação da equipe que está por trás do maior mecanismo de busca de internet do mundo e de todas as outras tecnologias já desenvolvidas, além dos benefícios tradicionais, como plano de saúde e previdência, por exemplo, o Google oferece auxílio para academia de ginástica e sessões de massagem no trabalho. Os profissionais têm acesso gratuito, durante todo o dia, a frutas, iogurtes, chocolates e refrigerantes. Há também o patrocínio para estudos, que podem envolver desde pós-graduação até cursos de fotografia e culinária. “O Google acredita que todos os processos de RH são fundamentais para a companhia e isso se reflete na cultura organizacional, que pode ser observada no ambiente descontraído e dinâmico, como também nos benefícios que permitem ao funcionário ter uma vida mais confortável mesmo quando não está trabalhando”, comenta Monica.

O ambiente do escritório é todo colorido e cada um decora a sua estação de trabalho do jeito que quer, com direito a bichos de pelúcia, luminárias diferentes e todo tipo de quinquilharia. As mesas não possuem divisórias – apenas os poucos profissionais que precisam de mais privacidade por conta de suas atividades trabalham sozinhos em salas separadas. Em geral, todo mundo consegue fazer contato visual com todo mundo. Os funcionários contam também com várias salas de uso social, que podem ser aproveitadas para uma soneca ou para uma sessão de vídeo. O Google é uma empresa mundial que prega a comunicação e o relacionamento “sem fronteiras”. Além de serem altamente capacitados, espera-se dos profissionais que mantenham uma boa convivência entre si e que saibam se relacionar com pessoas das mais diferentes culturas. 

A executiva de RH atribui o prêmio na categoria “Hospitalidade” ao processo de integração que promove junto aos recém-contratados, os chamados nooglers – todos os demais funcionários são conhecidos como googlers. Assim que entra na empresa, o noogler recebe um kit de boas-vindas que contém uma camiseta, um manual explicativo sobre os seus benefícios e uma autorização para ser criativo e gastar 100 reais com a decoração de sua estação de trabalho. Além disso, ele ganha de presente um buddy (em português, amigo) que é um colaborador mais antigo que será responsável por mostrar o escritório e ensinar as peculiaridades da organização. Entre as suas tarefas está não apenas descrever a estratégia  da companhia, mas também ensinar a mexer na máquina de café e a preencher formulários de reembolso. “Essa iniciativa faz com que os novos funcionários saibam exatamente a quem perguntar quando tiverem uma dúvida. Observamos a velocidade com que os nooglers se sentem parte da empresa e podem começar a contribuir para o seu sucesso”, explica Monica. Durante o seu primeiro ano, o recém-contratado é acompanhado de perto também pela área de RH e seu gestor, por meio de pesquisas periódicas que verificam o seu desempenho 
em relação às atividades e a qualidade do seu relacionamento com os colegas.

Apesar de também ser destaque na categoria “Grandes múltis”, a diretora explica que diversas características da cultura, políticas e práticas do Google estão muito mais próximas de pequenas empresas do que das grandes – e talvez seja exatamente isso o que a faz ser especial no mundo das gigantes. A informalidade presente em seus escritórios só funciona devido à transparência e a uma eficiente comunicação. “Somos uma empresa muito dinâmica, sem organogramas formais, poucos níveis hierárquicos, flexibilidade de horários e comunicação muito franca. Isso é algo que qualquer empresa pode fazer, desde que tenha valores, objetivos e metas bem claras”, avalia a executiva. “Além disso, é importante permitir a manifestação dos funcionários, que eles tenham iniciativa e que possam definir como vão atingir seus objetivos”, conclui. 

 

[fbcomments]