O caminho da harmonia

0
496
Simone Kramer
Simone Kramer é vice-presidente de expansão da ABRH-RS

As inovações tecnológicas, as novas gerações, as gerações antigas, a pressão constante por resultados, a violência urbana, a competitividade, a qualidade de vida, o equilíbrio, o amor… Ufa! Parece pesado, mas não é só isso: temos acesso a ferramentas jamais imagináveis – dava para imaginar falar online, enxergando seu interlocutor, e de graça? Será que há uns 30 anos um jovem questionava seus pais ou ainda seu chefe? E quem diria que presidentes de empresas cumprimentariam os estagiários no corredor das empresas? Pois é, o velho, nem tão velho assim, vem se encontrando com essas situações a cada dia. Isso é fácil de administrar? Não temos a resposta, e caso a tivermos, certamente não será definitiva. Mas creio que, sem dúvida, faz parte de um novo momento da evolução humana, em que cada vez mais estamos na fronteira de diferentes pensamentos e abordagens sobre tudo e, com isso, a possibilidade de reflexão torna-se nossa maior fonte de aprendizado.

Dessa forma, a ABRH-RS, realizando sua missão, tem proporcionado eventos, ambientes e leituras em que esse desafio está posto: trabalhar em um mercado com tantas adversidades, de pensamentos, valores, formações, crenças e necessidades que, sem dúvida, ultrapassam gerações.

Na realização dessa missão temos, por exemplo, Terezinha Rios, palestrante de abertura no próximo Fórum de Gestão de Pessoas, que será realizado no dia 2 de junho em Santa Cruz do Sul. Ela, na mais profunda simplicidade, nos convida a pensar sobre a complexidade da ética, sobre a educação e a missão que todo profissional, e principalmente os gestores, tem no desenvolvimento de suas atividades, nas relações que se estabelecem, na transmissão de conceitos e na condução para que os objetivos esperados sejam atingidos sem perder a essência do trabalho, fonte de realização em um ambiente sustentável.

E é possível ser simples em um mundo tão complexo? Para responder a essa questão, faremos um grande debate em nosso CONGREGARH, que, pela primeira vez, será realizado no interior do Estado. Uma grande oportunidade de reflexão, sem dúvida. Teremos uma ótima programação para sustentar este debate. Nosso objetivo não é dar respostas, mas oportunizar um compartilhamento de opiniões, conceitos e experiências que germinem, dentro de cada participante, um novo olhar sobre suas realidades e possibilidades na contribuição que ele dá ao participar do mundo do trabalho.

Concluo de maneira otimista, pois tenho a crença de que a todo ser humano é dada a possibilidade de se tornar alguém melhor. Temos de criar oportunidades e situações que nos permitam rever a maneira como estamos contribuindo na construção do caminho de todos nós. 

[fbcomments]