Olhar atento

0
815
Mitos e verdades - EAD / Crédito: Shutterstock
Mitos e verdades – EAD / Crédito: Shutterstock

Pouca gente sabe, mas o ensino a distância existe há mais de um século no Brasil. Aqui e no exterior, o método de aprendizado ganhou fôlego a partir do advento da internet. Com essa modalidade de ensino, é possível que o aluno obtenha informações, se atualize e aprenda de forma rápida, eficiente e dinâmica, saindo o menos possível de casa ou do ambiente de trabalho. No entanto, mesmo diante de tantas vantagens e facilidades, o método ainda é rodeado de mitos. Muitos, como afirma o diretor do Instituto Monitor, Eduardo Alves, frutos da falta de informação. Dentre os principais preconceitos estão a dificuldade de estimular a participação do aluno e a falta de procedimentos para avaliá-lo. Veja alguns:

Na EaD, para aprender não é necessária a presença do professor.
MITO: O professor é essencial para verificar o aprendizado a distância do aluno. Certamente, o computador não irá substituí-lo. Nas aulas de ensino a distância, professores altamente capacitados acompanham o desempenho dos alunos e isso é feito por meio de atividades próprias desse tipo de programa, como fóruns de discussão, testes on-line, chats e atividades extras. Além disso, existem os polos presenciais. Nesses locais, o aluno também pode esclarecer dúvidas, checar pontos das matérias que ainda não assimilou e realizar provas e avaliações em geral.

Não dá para comparar cursos a distância com cursos presenciais, pois são metodologias de ensino diferentes.
VERDADE: As duas modalidades de ensino agregam valores de acordo com o interesse, tempo e perfil de cada indivíduo. Os cursos a distância permitem, sobretudo, maior flexibilidade, visto que o aluno pode realizar as atividades de acordo com a sua disponibilidade. No entanto, são programas que exigem maior disciplina e organização, pois será o aluno o responsável pela condução das atividades propostas.

O aluno de EaD tende a ficar desmotivado a estudar por não ter professores “vigiando” a sua participação.
MITO: A motivação do aluno depende do seu desejo de aprender e de atingir um objetivo profissional, da qualidade do programa oferecido pela instituição e, sobretudo, da percepção de que o seu repertório de conhecimento está realmente evoluindo. Essa regra é válida tanto para cursos presenciais quanto para a EaD.

É possível prender a atenção do aluno em um ambiente virtual de aprendizagem, afinal a tecnologia atrai a todos por si só.
VERDADE: Por meio de escolha de sistemas apropriados e da aplicação de uma didática adequada, é possível criar um ambiente totalmente interativo, no qual o aluno é incentivado a avançar a cada etapa. As plataformas virtuais modernas de ensino são capazes de integrar o imenso leque de ferramentas, o que contribui para despertar e manter a atenção do aluno. Além disso, o monitoramento constante das turmas por professores capacitados, que acompanham e incentivam o aluno, também é de extrema relevância.

#Q#

Mitos e verdades - EAD / Crédito: Shutterstock
Mitos e verdades – EAD / Crédito: Shutterstock

Na EaD não há como mensurar os resultados ou monitorar o desempenho do aluno.
MITO: O uso do e-learning facilita o acompanhamento e a medição dos resultados de forma mais refinada e ágil do que em treinamentos presenciais. No entanto, a escolha correta do sistema deve ser decisiva para que os tutores e responsáveis possam gerenciar aspectos logísticos e didáticos dos cursos, realizando um acompanhamento individual ou por turmas.

Cursos formatados somente com videoaulas são ruins.
VERDADE: Cursos mais complexos perdem qualidade se forem dados apenas com a exposição de vídeos e animações, que explicam o conteúdo didático. Por isso, na EaD, o melhor formato é aquele baseado em comunidades de aprendizagem, com interação entre alunos e professores.

O ensino a distância é muito impessoal e não considera características individuais do aluno.
MITO: Com o avanço da tecnologia e a grande variedade de serviços web disponíveis, tornou-se muito mais fácil oferecer recursos que atendam às necessidades de cada aluno. A flexibilidade oferecida pelo e-learning desempenha papel fundamental na questão de personalização, pois o usuário, além de escolher o curso e os recursos, de acordo com o seu perfil, poderá também definir o melhor momento para estudar e realizar as atividades propostas. Além disso, ainda há toda uma dimensão social on-line, por meio de chats e fóruns, que promovem o contato entre os alunos e monitores durante o processo de aprendizagem.

Os professores que atuam na EaD desempenham múltiplos papéis e são imprescindíveis para a aprendizagem do aluno.
VERDADE: O papel do professor na educação a distância é extremamente importante. Ele assume papéis que vão desde a gestão administrativa de projetos até a atuação como professor virtual. Elaboram suas propostas de cursos, atuam como conselheiros e são parceiros ao construir junto aos especialistas em tecnologia as abordagens mais inovadoras para os mais diversos conteúdos.

SHARE
Previous articleConta amarga
Next articleVaivém de Mercado
[fbcomments]