Gestão

Olhar estratégico

Da Redação
12 de novembro de 2014
Josué Bressane Jr. / Credito: Divulgação
Josué Bressane Jr. / Crédito: Divulgação

O que é inovar em RH?
Inovar em RH é ter uma área com foco em gente e gestão, ou seja, estar ligada à estratégia da empresa, preparar a companhia para o futuro com os olhos em metas e indicadores de performance, ter os produtos e serviços da área de RH olhando de fora para dentro. Isso significa entender as necessidades dos clientes internos e externos e transformar essas necessidades em produtos e serviços que gerem valor. O RH deve deixar de ser um “recurso” para ser uma área efetivamente estratégica que participa ativamente de todas as decisões de negócio, e que tenha sua equipe toda voltada a atender às demandas reais de geração de valor, não só dos produtos típicos de uma área de RH, mas com foco em gestão. Ela deve liderar o planejamento estratégico junto com o setor financeiro ou de negócios.

E como ela pode sair da caixa?
Sair da caixa significa a área de RH deixar de olhar somente para dentro, como uma área meramente de processos, mas uma que participa ativamente dos resultados da empresa. O profissional de RH deve entender de resultados financeiros, ser o gestor e guardião do modelo de metas e indicadores, ter um modelo de remuneração variável atrelado ao modelo de metas, e criar ou desenvolver programas de pessoas que estão ligados aos objetivos estratégicos de curto, médio e longo prazo. É a capacidade de planejar gente da mesma forma que a empresa planeja seu orçamento, suas vendas, sua produção, seu crescimento orgânico. É ser o “braço direito” do CEO nas tomadas de decisões, pois, afinal, todas as empresas são constituídas de gente, e gente é que faz o diferencial entre as empresas bem-sucedidas e aquelas de desempenho mediano.

E o que seria ousar em RH?
Ousar seria sair de um foco meramente processual. Para isso o RH deve responder às perguntas:
* Como RH sou realmente “bom” em entender as necessidades dos acionistas, clientes internos, consumidores e transformar estas necessidades em produtos e serviços que gerem valor?
* Tenho uma equipe que olha de “fora para dentro” e menos de dentro para fora?
* Meu planejamento anual está atrelado à estratégia de crescimento da empresa?
* Estou recrutando, treinando, desenvolvimento e retendo os melhores talentos para ajudar
a empresa a crescer conforme o planejado?
* Estou monitorando a performance das pessoas por meio de indicadores, metas, e com o efetivo acompanhamento de resultados para atingi-las?
* Tenho um plano estruturado para identificar os meus maiores gaps de pessoas e ações efetivas para supri-los?
* Qual o real valor que tenho gerado com os produtos e serviços de RH? Como deixar de ser apenas um centro de custos e despesas para ser um centro de receita sob o ponto de vista em que estou focado, isto é, ter as pessoas certas no lugar certo, fazendo as coisas certas, entregando da forma correta, e aumentando o valor da empresa?

* Josué Bressane Jr. é consultor e especialista de RH e presidente da Gemte Consulting. Com mais de 25 anos de experiências, ele já foi diretor da AGV Logística, além de ter implantado o primeiro programa de trainee da Brahma no Brasil que chegou a bater a casa dos 70 mil inscritos em 2012.

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail