Gestão

Onde todos ganham

Mariana Pereira
18 de setembro de 2012

Melhor - Gestão de pessoasPensar no crescimento do colaborador tanto pessoal quanto profissionalmente é um dos diferenciais do Laboratório de Análises Clinicas Sabin. Possibilitar que os seus funcionários tenham salários compatíveis ou melhor que o restante do mercado é de extrema importância para a companhia. Além disso, o Sabin também se preocupa em motivar sua equipe baseado em seus valores. Por isso, a empresa é um dos destaques nas categorias remuneração e compartilhar. Na primeira, com a remuneração entre as três melhores do segmento e, na segunda, com práticas e ações de incentivo ao voluntariado, de acordo com um dos valores do Sabin, que é o da responsabilidade socioambiental. Para a superintendente de gestão e recursos humanos, Marly Vidal, é necessário estar de olho no mercado para reter talentos por meio do reconhecimento financeiro também. “Realizamos pesquisa de mercado a cada dois anos para saber como anda a remuneração das outras empresas. Para nós, essa é uma prática muito importante para a atração e manutenção de talentos no Sabin”, afirma. 

Mas, para a organização, ser um destaque em remuneração está muito além de oferecer bons salários no fim do mês. É preciso ir além e oferecer mais benefícios, como o Programa de Participação em Resultados. Ele foi criado em 2004 com o objetivo de tornar transparente e desafiadora a bonificação por metas e atinge 100% dos funcionários, podendo pagar até 1,5 salário nominal. “Essa ação trouxe maior engajamento individual e coletivo, aumentando o trabalho em equipe. Desde a implantação, a empresa tem crescido a uma média de 30% ao ano. As metas são revistas constantemente, permitindo que o programa traga sempre o sentimento de justiça e reconhecimento. Não faríamos nada diferente; é um programa que funciona há oito anos e tem um impacto muito positivo na motivação dos colaboradores”, completa. O Sabin também acredita na certeira política do ganha-ganha: quanto mais a empresa cresce no mercado, mais o funcionário é reconhecido. “Hoje, o nosso colaborador percebe esse reconhecimento. Por isso, ele se dedica e está sempre em busca do desenvolvimento no Sabin, pois sabe que, no final, também terá participação no lucro”, diz Marly. Outros programas relacionados à remuneração também são responsáveis por manter a equipe em busca dos melhores resultados. A política de cargos e salários na intranet foi desenvolvida como um modelo de gestão estratégica de pessoas orientadas para atrair, identificar, avaliar, motivar e reconhecer o desempenho profissional. Outro destaque da empresa é o bônus por ideia ou implantação de projeto, quando o colaborador recebe 20% de gratificação ou um prêmio não remunerado ao ter um projeto finalizado com sucesso. Para Marly, todas essas práticas ajudam na motivação dos colaboradores, mas ter uma equipe alinhada com os valores da empresa é um grande diferencial. “Por isso, é um orgulho ser destaque, também, na categoria compartilhar.”

Compartilhar com a comunidade
A empresa acredita que todas as práticas têm sua importância já que algumas atingem o colaborador e sua vida familiar, garantindo maior qualidade de vida crescimento e desenvolvimento. “As práticas de compartilhar com a comunidade geram no colaborador um significado no que faz, em que ele percebe a diferença que o seu trabalho e a empresa fazem na sociedade. Ações de cartas de Papai Noel, exames realizados nas creches, entre outras são descritas com muita emoção pelos funcionários voluntários”, diz a executiva. E para gerar esse sentimento de modificar a sociedade não é preciso fazer grandes investimentos. No caso das cartas de Papai Noel, há apenas o trabalho de divulgação para que os colaboradores conheçam a ação dos Correios e saibam o período de doação. “Sensibilizar é nosso principal objetivo. A grande maioria dos colaboradores adota uma cartinha”, conta. Como parte da cultura da empresa, os colaboradores contratados já estão alinhados com a questão do valor socioambiental. “Analisamos muito mais do que a competência técnica, que é quesito primordial. O diferencial é a pessoa já ter conhecimento da importância do voluntariado, de ajudar o próximo e a sociedade”, completa a gestora. Para isso, há também o Instituto Sabin (IS). Criado em 2005, ele surgiu com a missão de reunir e formalizar as práticas de responsabilidade social, já exercidas anteriormente pelo laboratório.

Atualmente, o instituto tem a função de coordenar e articular as ações de responsabilidade social junto aos setores público, privado e instituições sociais. Sempre em busca de modelos sustentáveis que promovam a qualidade de vida e o bem-estar da comunidade, o IS atua nos segmentos de saúde, educação, cultura, lazer, esporte, pesquisa e meio ambiente. Até o ano de 2011, mais de 650 mil pessoas haviam sido beneficiadas com as ações, projetos e apoios da entidade. Todas essas ações combinadas fazem dos Laboratórios Sabin um dos mais requisitados pelos melhores profissionais do mercado. Atualmente, a união de salários e benefícios acima da média do mercado e a preocupação com o desenvolvimento do colaborador é fator decisivo na escolha para trabalhar na empresa. Para o Sabin, alinhar todas essas expectativas antes da contratação também é essencial para o sucesso das partes. “Por isso, o desafio para o próximo ano está totalmente alinhado com os valores da empresa. O laboratório vive atualmente um processo de expansão e o grande desafio é a disseminação da nossa ideologia e cultura, retendo e capacitando nossos profissionais e levando para novos mercados o trabalho diferenciado e humanizado da nossa organização”, completa a superintendente Marly.

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail