Gestão

Participação das mulheres na força de trabalho está em defasagem em comparação aos homens

Divulgação
16 de Abril de 2014

Relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial em colaboração com a Mercer revela que as mulheres têm índices de participação menores na força de trabalho do que os homens de todas as faixas etárias. Ao longo da maior parte da vida adulta, a participação das mulheres está entre 60 a 70%, enquanto o percentual da participação dos homens está acima dos 80%. Mundialmente, metade das mulheres na faixa etária dos 50 participa da força de trabalho (em comparação a aproximadamente 4 em 5 homens) e na faixa etária dos 60 apenas um terço está na força de trabalho (em comparação a quase dois terços dos homens).

“O estudo traz à luz o potencial significativo de benefícios socioeconômicos das políticas públicas e privadas que apoiam a participação das mulheres na força de trabalho,” diz Patricia Milligan, Presidente Regional da Mercer para a América do Norte. “O desenvolvimento das competências e a inclusão no ambiente de trabalho das mulheres se traduzem na melhoria da saúde e da nutrição das crianças, e estão associados a investimentos cada vez maiores na educação dessas crianças. Na outra ponta do ciclo de vida, os benefícios estão na maior segurança da aposentadoria e no menor ônus de apoio assumido pelas famílias ou pelo governo durante a velhice,” complementa Patricia Milligan.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail