Gestão

Pedir aumento salarial ainda é dificuldade para profissionais

Da Redação
29 de junho de 2015

Negociar uma oferta salarial ou pedir um aumento é uma prática de apenas 43% dos profissionais, segundo uma pesquisa da PayScale. Para os 57% que não fizeram isto, a justificativa mais usual (38%) é que haviam recebido aumento antes de precisar pedi-lo. A segunda razão mais comum é se sentir desconfortável com a situação (28%) e a terceira é o desejo de não parecer agressivo (19%).

A diferença de gerações é determinante para os motivos de não negociar salários. Para aqueles da geração Y (nascidos entre meados dos anos 1980 e 1990) que não têm a prática, o receio é de soar agressivo. Já para os baby boomers (nascidos entre 1946 e 1964), o receio é de perder o emprego.

A pesquisa ainda consatatou que, quanto mais alto o salário de um profissional, maior a chance de ele ter pedido um aumento e de ter o conquistado. Outra descoberta foi que as mulheres têm ainda mais receio ao negociar sua remuneração do que os homens: acontece entre 31% delas contra 23% deles. Este padrão se repete mesmo nos cargos mais altos.

O estudo foi feito com base nas respostas de 31.000 pessoas, dadas entre outubro e novembro do ano passado.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail