Pensar adiante

    0
    528

    Não há ninguém, hoje, que não tenha um amigo ou um parente que não vivenciou em sua empresa a falta de mão de obra qualificada. Com uma agenda de grandes eventos pela frente e por outros fatores que geram uma expectativa mais otimista em relação ao cenário econômico, o país se vê, como já frisamos inúmeras vezes, diante de dois caminhos: ou investe na formação do brasileiro ou investe na formação do brasileiro.

    A repetição acima não se trata de um lapso de atenção da revisora. Ela serve para reforçar a necessidade de criarmos um projeto de país a partir de um pilar essencial para qualquer nação que deseja ser rica: a educação. E a riqueza aqui mencionada refere-se à qualidade de seu povo, pois dela derivam todas as demais que conhecemos.

    A tarefa de preparar um enorme contingente de brasileiros, na verdade, é de todos. E tem sido também um item que vem ganhando mais e mais espaço na agenda das empresas. Não sem razão, pois são elas, num primeiro momento, que sentem na pele e nas vagas em aberto a dificuldade de encontrar um profissional apto a desempenhar uma determinada função.

    Há, ainda, outro aspecto crucial quando o assunto é desenvolvimento de pessoas. Embora seja importante, ainda não parece estar na mente dos principais líderes das empresas, incluindo nesse grupo as respectivas áreas de RH, a formação das futuras lideranças. Isso é o que revela pesquisa feita no fim do ano pela Fundação Getulio Vargas (FGV) que MELHOR traz com exclusividade nesta edição.

    Mas há sempre uma luz no fim do túnel e ela aqui está representada por algumas companhias que dão o exemplo ao terem implantados programas de gestão de talentos ou high potentials. Elas nos mostram, e a pesquisa corrobora, o que esses profissionais acima da média mais valorizam em uma organização. Para quem está curioso em saber que ações se destacam nesses programas vai uma dica: uma gestão estratégica de recursos humanos.

     

     

     

    Leyla Nascimento
    Presidente da ABRH – Nacional

    Reprodução

     

    [fbcomments]