Pesquisa traz os sete cargos mais promissores para 2014

0
429

Uma pesquisa realizada pela Page Personnel detectou, a partir de análises de mercado, quais cargos devem ser mais promissores ao longo deste ano. Confira abaixo as sete profissões listadas, divididas em sete áreas, e as tendências de cada uma delas:

1. Finanças –
Nesta área há a escassez de profissionais com idiomas e bem preparados tecnicamente, o que irá inflacionar os salários entre 10% e 20%, além de levar a promoções precoces, e o salário médio pode variar, de acordo com o nível de ocupação: R$ 3,3 mil (júnior), R$ 4,6 mil (pleno) e R$ 7,2 mil (sênior), na área de Analista Fiscal.

2. Logística – Na área de logística nota-se uma maior necessidade de profissionais, com foco nos voltados para projetos de malha logística e eficiência em armazenagem e distribuição. Esse profissional deverá ter forte habilidade analítica e conhecimento da cadeia e processos logísticos e engenheiros terão destaque nessas áreas, com acréscimo salarial de 20%. O salário médio pode variar, de acordo com o nível de ocupação: R$ 4 mil (júnior), R$ 5,2 mil (pleno) e R$ 7 mil (sênior) para Analistas de Logística.

3. TI – Na área de TI, os desenvolvedores de linguagens Open Source (como Java e PHP) estão sendo bastante requisitados para a base da operação tecnológica. Por outro lado, há boa perspectiva para os desenvolvedores de linguagens non Open Source (NET, ABAP e PL/SQL). Porém, os players responsáveis (Microsoft, SAP e Oracle) oferecem pacotes de benefícios mais complexos, dando ao gestor de TI mais possibilidades de evolução em todo seu parque tecnológico. Estima-se que haja um aumento da demanda por esse profissional de 20% a 30%, com salários médios que podem variar, de acordo com o nível de ocupação: R$ 3 mil (júnior), R$5 mil (pleno) e R$ 7,5 (sênior).

4. Vendas – As empresas de TI buscam profissionais com networking e carteira de clientes no segmento para acelerar as vendas o mais rápido possível, e com bom perfil comportamental – alta energia, resiliência, boa apresentação e comunicação. O executivo de Vendas Hunter pode ter um salário médio de R$ 4 mil (júnior), R$ 6 mil (pleno) e R$ 8 mil (sênior) e o aumento da demanda por esse profissional pode ser de 15% a 40%.

5. Engenheiro de Segurança do Trabalho – Um dos principais motivos da alta demanda por profissionais da área de segurança está ligado ao aumento de exigências feitas pelas multinacionais. Investimentos em projetos ambientais, segurança do trabalho e qualidade impactam diretamente na obtenção de mais certificações para a empresa e automaticamente favorecem o aumento dos negócios e contratações de profissionais. Com essa procura, os salários desses profissionais pode ter incremento de 15% a 20%, dependendo do perfil. O que diferencia esse profissional no mercado é inglês avançado, experiência com implantação de certificados ISO e conhecimento de Normas Reguladoras, como também gestão de pessoas.

6. Marketing – Há um aumento da demanda por profissionais na área de marketing online por conta das empresas que usam redes sociais, sites, e-commerce, blogs como canais de comunicação estratégicos. Esses profissionais deixam de fazer parte de uma área de suporte e operacional para fazerem a análise de indicadores e, mais que isso, conseguem direcionar o planejamento estratégico de marketing da empresa/cliente. As agências de publicidade e consultoria têm muitos profissionais especializados na área. Clientes hoje buscam por profissionais para ajudar na análise de métricas e direcionamento do plano de marketing online com um bom perfil analítico, boa comunicação e desenvoltura, já que serão responsáveis por gerar indicadores para áreas de tomada de decisão. Atualmente o salário médio desses profissionais está entre R$4,5 mil a R$ 6 mil, com um aumento da demanda para 2014 na faixa de 15% a 25%.

7. RH – Como parte cada vez mais fundamental em uma organização, o business partner tem sido cada vez mais procurado no mercado de trabalho. O papel do BP é tornar-se um especialista na área que atende, com foco em linhas de negócios específicas dentro da empresa para entender a fundo suas necessidades e intermediar demandas. A carreira desse profissional geralmente começa com a passagem por diferentes subsistemas de RH, para que possa adquirir bagagem e entender seu funcionamento para assumir o papel de intermediador entre linhas de negócio e RH. Há um aumento de 10% esperado por esse profissional e o seu salário médio é de R$ 7 mil.

[fbcomments]