Gestão

Por onde seguir

Cíntia Bortotto
6 de junho de 2013

Muitas pessoas, insatisfeitas com seus empregos, decidem abrir mão da trajetória profissional corporativa e investir na carreira freelancer. Há algumas profissões como designers, jornalistas e profissionais de TI que são mais propensas a ter essa possibilidade.  Você já pensou nisso?

Para investir nessa jornada, em primeiro lugar, é preciso saber exatamente o que quer. Quanto quer ganhar? O que valoriza no ambiente de trabalho? Como lida com a insegurança financeira? Afinal, quando você não é empregado sob o regime de CLT ou com um contrato que tem recorrência, terá meses em que ganhará muito e meses em que ganhará pouco ou nada. Como é lidar com isso? Você tem outra pessoa que pode pagar as contas fixas caso o dinheiro não entre? Você tem disciplina e está disposto a se organizar para que o sonho de ser freelancer dê certo? Essas são algumas perguntas que servem como primeira análise para saber se deve investir em uma carreira autônoma.

Normalmente, quem tem perfil adequado para ser autônomo é aquele que tem boa capacidade de organização, disciplina, habilidade relacional para conseguir trabalhos, seja com clientes ou com uma rede de contatos, capacidade comercial, além de saber adiar a recompensa pelo trabalho e ter a maturidade suficiente para lidar com a frustração. Mas o que leva as pessoas a deixarem os trabalhos em regime de CLT? Pesquisas indicam que o principal ponto é a gestão. Os empregados abandonam o chefe e não a empresa. Portanto, boa gestão pode fazer a diferença entre as pessoas quererem ficar ou quererem sair. Outro ponto é se os valores da empresa condizem com os do colaborador e, finalmente, se este tem oportunidade de aprender e crescer naquela instituição. Seja sua opção pela carreira freelance ou corporativa, enumero a seguir, de uma maneira direta, as vantagens e as desvantagens de cada uma:

CARREIRA SOLO

VANTAGENS
Flexibilidade de horário; possibilidade de investir no que realmente é o seu diferencial e ver o valor agregado de seu trabalho a cada venda e serviço prestados.

DESVANTAGENS
Trabalhar mais sozinho; se preocupar em se atualizar sem contar com o apoio de uma empresa; ter de buscar trabalho constantemente (prospecção) e insegurança financeira.

CARREIRA CORPORATIVA

VANTAGENS
Trabalhar com mais pessoas e contribuir em equipe; segurança financeira e plano de desenvolvimento compartilhado.

DESVANTAGENS
Horário rígido; disponibilidade total durante o período do contrato; competição acirrada e fazer atividades inerentes à função, mesmo que não se destaque por elas.

E aí? Em qual perfil você mais se encaixa para encontrar sua plenitude profissional? Siga confiante e boa sorte!


Cíntia Bortotto*
é consultora em recursos humanos e em executive & life coaching

 

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail