Gestão

Problema global

17 de junho de 2011

A escassez de talentos não é exclusividade dos países emergentes, mas é um problema global que deve atingir todos os níveis profissionais nas indústrias em quase todo o mundo até 2020, segundo o estudo Global talent risk, da consultoria The Boston Consulting Group (BCG). Se nos países emergentes o problema é qualificação, nos países do hemisfério norte a dificuldade é a baixa taxa de natalidade, que reduz a mão de obra disponível e aumenta a proporção de aposentados. Em países como Reino Unido, Alemanha, Canadá e EUA, a imigração e as taxas de natalidade previstas não serão suficientes para balancear a perda da força de trabalho causada pelo envelhecimento da população.

Atualmente, trabalhadores estrangeiros com formação universitária ou qualificação equivalente representam apenas 2% do mercado europeu, comparado com 4,5% nos EUA e quase 10% no Canadá. De acordo com o estudo, se não houver esforços, a escassez de mão de obra se tornará uma ameaça ao crescimento contínuo, especialmente em economias mais avançadas. “O capital humano substituiu o capital financeiro e passou a ser o motor da prosperidade econômica,” afirmou o CEO do BCG, Hans-Paul Bürkner. Como solução, o relatório propõe sete respostas:

  • Introduzir o planejamento estratégico da mão de obra de modo a abordar o desequilíbrio entre a oferta e a demanda de trabalhadores.
  • Facilitar a migração para atrair os talentos certos globalmente.
  • Promover a “circulação de cérebros” para amenizar a fuga de cérebros.
  • Aumentar a empregabilidade por meio da alfabetização tecnológica e habilidades de aprendizado multiculturais.
  • Desenvolver uma “treliça” de talentos através do enfoque em rotas profissionais e educacionais tanto horizontais como verticais.
  • Incentivar a mobilidade temporária e virtual para ter acesso fácil às habilidades necessárias.
  • Ampliar o pool com a inclusão de mulheres, profissionais mais velhos, pessoas com necessidades especiais e imigrantes.
Lacunas brasileiras
A pesquisa anual do ManpowerGroup apresenta o ranking com as dez profissões com maior escassez de talentos no Brasil
  2011 2010
1 Técnicos Técnicos
2 Engenheiros Trabalhadores de Ofício Manual
3 Motoristas Operadores de Produção
4 Operários Secretárias e Assistentes Adminstrativos
5 Operadores de Produção Operários
6 Representantes de Vendas Engenheiros
7 Secretárias e Assistentes Adminstrativos Motoristas
8 Trabalhadores de Ofício Manual Contadores e Profissionais de Finanças
9 Mecânicos Profissionais de TI
10 Contadores e Profissionais de Finanças Representantes de Vendas

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail