Recrutando universitários

0
304

Democratizar o acesso às informações relacionadas à carreira e trazer oportunidades profissionais para jovens talentos. Esses são os objetivos da Atlz, primeira rede social de recrutamento voltada especialmente para universitários e recém-formados do Brasil, que acaba de chegar ao mercado. De acordo com uma pesquisa do CEO Study, realizada em 2011 com 1,5 mil empresas, de 33 setores em 60 países, a falta de mão de obra especializada é o maior problema encontrado por 71% dos presidentes de empresas no Brasil (porcentagem bem acima da média mundial, de 58%). Segundo Paula Guedes, fundadora e CEO da Atlz, o mercado global de recrutamento movimenta 400 bilhões de dólares, e a tendência é que a indústria fique ainda mais aquecida. “Com bilhões investidos anualmente em novos projetos no país, serão cada vez mais necessários talentos com competências específicas para executá-los. Não resta dúvida de que o maior gargalo do potencial econômico do Brasil seja capital humano”, afirma.

Ainda em formato beta, o site já conta com mais de 7 mil cadastros e, em médio prazo, busca conectar empresas de todos os portes e 6 milhões de universitários no país.

Grande escala
A ideia é que o processo seletivo seja mais dinâmico, interessante e instrutivo para ambas as partes. “Estudos mostram que com empresas e candidatos mais bem informados, a probabilidade de satisfação e alta produtividade no trabalho é maior. É esse o fenômeno que queremos proporcionar em grande escala”, conclui Paula. As funcionalidades da rede social são gratuitas, tanto para o candidato quanto para as empresas.

 

[fbcomments]