RH ganha indicadores de gestão de pessoas

    0
    273

    > Criar benchmarking por meio do desenvolvimento e gerenciamento de indicadores de gestão de pessoas que permitirão às empresas comparar como está o seu desempenho nessa área em relação ao mercado em geral. Com esse objetivo, a ABRH-Nacional, por meio da sua diretoria da Qualidade, liderada por Edson Ferreira, lançou o SIG-ABRH, sistema inédito de indicadores de gestão, disponibilizado pela internet. Antes de ser lançada em nível nacional, a ferramenta foi testada durante seis meses em Santa Catarina, em um projeto-piloto realizado pela ABRH-SC com 23 empresas do estado. Uma etapa que, segundo Luzia Frölich, presidente da associação catarinense, foi fundamental para detectar e providenciar todos os ajustes necessários.

    Por que a ABRH se dedicou à criação do SIG?
    Edson Ferreira – Nada mais certo do que a afirmação “o que não pode ser medido não pode ser gerenciado”. Indicadores de gestão são essenciais para o controle e a melhoria contínua dos processos em geral e, no nosso caso, em especial, para os processos de gestão de pessoas.

    A área estava carente dessa ferramenta?
    Percebemos essa carência ao conversar com os profissionais de RH, que já se utilizam de indicadores em seu dia a dia, porém, não dispõem de informações a respeito de outras empresas e do mercado em geral. Isso é importante para fazer comparações do tipo: “Será que o desempenho dos meus processos está adequado? Como estão as outras empresas de meu segmento de atividade? Preciso melhorar muito? Estou muito distante da média?”. São indagações que ficam sem resposta ou, então, as respostas vêm de um número muito restrito de empresas.

    Como o SIG funciona e qual é o seu grande diferencial na comparação com as ferramentas já existentes?
    Funciona assim: a empresa participante inclui seus indicadores mensalmente em uma base de dados. Isso é feito utilizando-se a ferramenta que está disponível no Portal de Indicadores da ABRH-Nacional, na internet. Essa informação é absolutamente confidencial. O sistema não permite saber de que empresa ela veio; é como uma “caixa-preta”, nem mesmo o administrador do SIG-ABRH tem acesso. É totalmente sigiloso. Na medida em que as várias organizações vão inserindo seus dados mensais, forma-se uma base de dados. O próprio sistema dá tratamento estatístico a essas informações, automaticamente, e, então, as empresas podem saber quais são as médias, os desvios, enfim, comparar seu desempenho com as demais participantes.

    O SIG foi lançado nacionalmente durante o CONARH ABRH 2012, em agosto. Quais foram os passos seguintes?
    No próprio CONARH, após o lançamento, várias empresas manifestaram interesse em participar. Agora, estamos começando uma pesquisa entre essas organizações para que elas sugiram quais indicadores gostariam que fossem incluídos no sistema. Com isso, o mercado passa a contar com uma ferramenta essencial para fazer benchmarking relativo a seus processos de gestão de pessoas. Trata-se de uma ferramenta inovadora, extremamente útil.

    Qual é a expectativa a partir de agora?
    Obter a adesão de um número crescente de participantes. Quanto mais empresas participarem, maior será o banco de dados sobre os indicadores. No futuro, esse crescimento vai nos permitir conhecer os indicadores em nível nacional, regional e local. Poderemos também filtrar as informações até mesmo por ramos de atividade, porte das empresas, etc. É uma ferramenta fantástica. Ademais, estamos concedendo descontos significativos para as primeiras empresas que aderirem ao SIG.

    Mais informações
    www.indicadoresabrh.com.br
    sig@abrhnacional.org.br
    Tel. (11) 3124-8860

     

    SHARE
    Previous articleBenefício de futuro
    Next articlePara espantar a tensão
    [fbcomments]