Gestão

Saiba como promover a saúde financeira de seus colaboradores

12 de Janeiro de 2015
Saúde financeira nas organizações / Crédito:iStockphoto
Crédito: iStockphoto

Finanças pessoais é um tema com uma infinidade de conceitos e metas a serem aplicadas no dia a dia das pessoas, mas de nada adianta se o assunto não sair do papel. Hoje é muito comum ver colaboradores reclamarem que seus salários não suprem a quantidade dos seus gastos. Porém, muitas vezes o problema não está relacionado aos ganhos e sim à administração deles.

Por isso, algumas empresas estão dispostas a tomarem a frente desse processo e ajudar os colaboradores a reverem suas finanças e administrar melhor seus gastos. Segundo a especialista em Educação Financeira, Andy de Santis, se algum colaborador está desmotivado ou apresenta quedas na produtividade, a causa pode estar no bolso. Por isso, investir na saúde financeira dos funcionários é uma demonstração de cuidado que se traduz em diferentes benefícios para a companhia, como maior produtividade, motivação, qualidade de vida e engajamento. “Funcionários que resolveram problemas financeiros depois de participarem de programas de educação financeira promovidos por seus empregadores, jamais esquecem o apoio que receberam. Isso faz com que valorizem seu local de trabalho e contribuam para o engajamento das equipes”.

Um exemplo de empresa que realiza tal prática são os Correios. Eles desenvolvem ações educativas e entre elas está o Programa Escolhas, que consiste em ações corporativas que abrangem, além da Educação Financeira, os temas Aposentadoria e Pós-Carreira, Desenvolvimento Pessoal e Relacionamento no Ambiente de Trabalho. Segundo a área de comunicação do órgão, esse programa tem abrangência nacional e visa despertar nos empregados atitudes adequadas e saudáveis em relação ao uso do dinheiro e ao consumo consciente trabalhando os seguintes temas: Finanças e emoções; Saneamento de dívidas; Gestão do orçamento familiar; Investimentos financeiros; Consumo consciente e responsável. “A Empresa acredita que à medida que os empregados conhecem e aplicam ferramentas para um melhor gerenciamento do seu orçamento, terão condições para reduzir o desequilíbrio financeiro, reduzir o impacto no índice de absenteísmo, melhoria do clima organizacional, prevenir a ocorrência de acidente de trabalho e adoecimento, além de favorecer o relacionamento no ambiente organizacional e familiar”, explica a comunicação dos Correios.

Já o Santander acredita que a educação financeira começa “dentro de casa”. Por isso, incentiva o uso consciente dos recursos financeiros e promove uma vida financeira saudável para cada um de seus funcionários e estagiários, ajudando-os a ter um melhor relacionamento com seu dinheiro para que possam orientar seus clientes. A empresa possui entre seus projetos o Netcurso Vida Financeira, curso online interativo no qual o funcionário pode registrar seus sonhos de curto, médio, longo prazo, patrimônio, dívidas, receitas e despesas detalhadamente, de forma que, ao final, visualiza um mapa detalhado de sua vida financeira.

Implante na sua empresa
As empresas podem implementar essas e outras ações para trazer a saúde financeira para o convívio de seus colaboradores. Confira uma lista de opções fornecidas pela especialista Andy de Santis e veja qual se encaixa melhor a sua empresa:

• Parcerias com consultores e educadores financeiros especializados
• Palestras
• Cursos de sensibilização e capacitação em finanças pessoais
• Cursos online
• Sessões de orientação financeira individual
• Formação de multiplicadores internos
• Crédito consignado com desconto na folha se pagamento

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail