Seguro: só apólice coletiva

0
454

Enquanto o segmento de previdência privada tende a crescer no Brasil como benefício, produtos de seguros devem ser oferecidos como benefício indireto, ou seja, sem ônus para a empresa, segundo Carolina Wanderley, consultora sênior da Mercer. Para ela, a grande maioria das organizações só oferece a apólice coletiva e ainda de acordo com o número de salários, níveis hierárquicos e quantidade de pessoas em termos de cobertura.

“O que está começando, até pelo fato de o seguro de vida não ser um produto forte no Brasil, é a extensão da cobertura, mas, nesse caso, a empresa entra com o poder de negociação e o empregado custeia o valor adicional, desfrutando um valor menor que o de mercado”, ressalva. Segundo ela, o prêmio médio da apólice coletiva é 12 ou 24 vezes o valor do salário. “Para valores superiores, a empresa pode cobrar uma parte do funcionário”, estima. No Deutsche Bank, além da apólice coletiva, que desde o ano passado foi estendida para estagiários e cônjuges, também é oferecido auxílio-funeral no valor de 3 mil reais e um seguro internacional de viagens que prevê assistência total ao funcionário.

SHARE
Previous articleHoras perdidas
Next articleMais cheio
[fbcomments]