Sentir-se em casa

0
494

O comentário mais comum que se ouve de quem está ingressando nos quadros do Google é o seguinte: “Puxa, me senti em casa!”. E não poderia ser diferente porque todas as ações têm o propósito de despertar esse tipo de sentimento no novo funcionário. “Queremos que as pessoas que chegam tenham o melhor ambiente de trabalho possível”, ressalta Derli Matsuo, diretor de RH para América Latina. E em uma empresa de tecnologia como o Google, a integração é pensada de forma a cumprir dois objetivos importantes. O primeiro é dar as boas vindas aos novatos, facilitar sua adaptação e possibilitar uma convivência harmoniosa com os colegas, de modo a transmitir a sensação de que ali todos se preocupam com o seu bem-estar. Para Matsuo, esse sentimento contribui para evitar o clima de agressividade e competição, que prejudica o convívio diário. Por outro lado, a preocupação consiste em fazer com que as pessoas se tornem, rapidamente, produtivas. O papel da equipe com a qual ele passará a trabalhar é fundamental nesse esforço, fornecendo as ferramentas necessárias para que o novato desempenhe as suas funções da melhor forma possível.

Os benefícios decorrentes de tais práticas se traduzem na velocidade com que os novatos assimilam a cultura da empresa. Eles se engajam de tal forma que não abrem mão de tomar parte das iniciativas executadas nesse campo, participar dos grupos de reuniões sobre hospitalidade e contribuir para melhorar os processos de integração. “Eu ficaria preocupado se o novo funcionário tivesse pouco interesse em melhorar o meio em que trabalha”, afirma Matsuo.

O risco de isso acontecer é mínimo. De acordo com o executivo, o processo seletivo leva em conta, entre outros fatores, a capacidade de aderência à cultura da empresa, que privilegia o trabalho em equipe, a cooperação e as decisões colegiadas. (CSM)

Com a sua cara

Funcionários recém-contratados contam com apoio para personalizar a mesa de trabalho

O Google procura facilitar a adaptação dos novos funcionários recorrendo a ações lúdicas e criativas. Após a tradicional apresentação, o colaborador assiste a filmetes de boas vindas e sobre como funcionam os sistemas da empresa. Matsuo conta que todo novo funcionário tem um buny, que se encarrega de ensinar as tarefas básicas do dia a dia, e o ambiente de trabalho é decorado com balões de gás coloridos numa alusão ao logotipo do Google. A empresa concede, também, um vale de 150 dólares para gastar na loja virtual da companhia. Eles podem comprar o que quiserem para colocar em sua mesa de trabalho. Para o Google, a personalização da mesa de trabalho é uma forma eficaz de fazer com que o recém-contratado perceba que aquele espaço é dele.

SHARE
Previous articleFazer a diferença
Next articleVisão abrangente
[fbcomments]