Gestão

sugestão do dia

Caroline Marino
8 de outubro de 2014
Silvia Rovina Pereira / Crédito: Divulgação
Silvia, da Caterpillar: estímulo ao engajamento / Crédito: Divulgação

Ouvir e ser ouvido. É esse o mote da Caterpillar. O trabalho em equipe é um dos quatro valores corporativos da empresa. Isso significa que cada um deve, em benefício do time, exercer livre e responsavelmente sua experiência e criatividade para a melhoria contínua do ambiente de trabalho, dos métodos de produção e iniciativas de segurança. Em outras palavras, envolver-se com a gestão da empresa (sugerindo novas práticas) é algo estimulado e valorizado na Caterpillar.

A empresa dispõe de atalhos (canais e ações) para que o envolvimento sugerido aconteça na prática. Um exemplo é o Sistema de Produção Caterpillar (CPS), um importante canal de estímulo às iniciativas e contribuições dos funcionários. Por meio de cartões CPS, os funcionários fazem sugestões de melhorias, avaliadas diariamente pelo líder, responsável por propiciar um feedback ao grupo e monitorar a implantação dessas considerações. Nesse modelo de gestão, abriu-se espaço para a criatividade, empreendedorismo e participação ativa dos funcionários na melhoria contínua.

“Sempre tenho como expressar minhas ideias, seja falando com os líderes, com o RH ou por meio dos cartões”, conta César Rodrigo dos Santos, analista de qualidade da empresa. Ele lembra que já contribuiu diversas vezes com sugestões de redução de custos, segurança do trabalho e melhoria de processos. “Em todas as vezes, sempre recebi um feedback com o status de como estavam o andamento dessas ideias, até o momento da implementação de algumas”, completa.

E o clima aberto às ideias dos funcionários impacta diretamente o ambiente de trabalho da empresa, como explica Silvia Rovina Pereira, gerente de RH da Caterpillar. Segundo a executiva, isso gera inclusão, engajamento e aprimora os processos. Na pesquisa de opinião de funcionários de 2013, 92% deles afirmaram que suas ideias e sugestões são levadas em consideração. “Isso contribui para nosso engajamento, cujo índice está, há quase uma década, acima de 90%”, ressalta.

O CPS também conta com os Rapid Improvement Workshops (RIW), integrados por grupos de trabalho multifuncionais que congregam profissionais de todos os níveis hierárquicos. A meta dos grupos do RIW é propor melhorias em suas áreas que tragam resultados imediatos. E o processo é ágil; em apenas uma semana, o grupo formaliza a proposta de solução.

Espaços abertos
Veja a seguir algumas ações de comunicação que a empresa disponibiliza a seus profissionais:

* Encontro de Comunicação e Orientação (ECO): mobiliza toda a população da fábrica e a administração por vários dias, uma vez por ano, com o fim de discutir abertamente as questões estratégicas. No painel de perguntas e respostas do ECO, os funcionários obtêm informações e comentários sobre suas indagações aos diretores ou ao próprio presidente.
* Mini-ECO: ação anual que debate as estratégias específicas dos departamentos.
* Blog do Presidente: possibilita a interação do público interno com o presidente por meio do Portal da Intranet. No blog, há um espaço para os funcionários postarem suas mensagens.
* Cartões de ideias: por meio de cartões CPS, os funcionários fazem sugestões de melhoria, avaliadas diariamente pelo líder, que é responsável pelo feedback ao grupo e monitoramento da implantação dessas ideias.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail