Tecnologia

Tecnologia no RH: um novo jeito de falar de gestão e recrutamento de pessoas

Da Redação
16 de outubro de 2019

Por Mônica Hauck, fundadora da Solides

Créditos: Shutterstock

Certa vez, a equipe de gestores da área de RH de um cliente reparou durante a seleção de novos colaboradores, que apenas candidatos homens estavam sendo selecionados para um processo que também era destinado a mulheres. Após esse episódio, os profissionais da área verificaram que as especificações inclusas na seleção remetiam a um cargo que chamava mais a atenção de homens e dava a entender que as vagas eram para esse público.

Essa situação só reforçou o que eu já havia percebido: o ser humano não é 100% capaz de enxergar a olho nu todos os detalhes impostos a uma função; por isso, pode se aperfeiçoar com o auxílio da tecnologia.

Observando diversas empresas, entendo, hoje, que essa necessidade se aplica também para profissionais de RH que, em meio a tarefas que envolvem receber e compartilhar informações no dia a dia, se tornam suscetíveis a pequenas falhas. 

Sabe-se que o RH é uma área de grande importância no planejamento estratégico de uma empresa. Pois é ele quem identifica necessidades e atua na motivação dos colaboradores de uma organização. Mas hoje vivemos em um tempo de avanços tecnológicos que mudaram as relações humanas e as formas de adquirir aprendizado e buscar satisfação. Consequentemente, a conexão das pessoas com o seu trabalho está diferente e requer que as organizações estejam preparadas para esse novo formato. Para isso, além de nos mantermos atualizados sobre essas mudanças, é essencial incorporar a tecnologia no RH. 

Muitas são as alternativas e tendências que trazem mais assertividade e agilidade para os processos e que podem transformar a sua gestão de pessoas em uma prática estratégica e antenada com o futuro. Segundo estudo realizado pela Liga Ventures, aceleradora que conecta grandes empresas a startups para gerar negócios, 52% de profissionais da área de RH consideram a avaliação de performance a categoria mais importante para se aplicar recursos de tecnologia, enquanto 49% sentem falta de ferramentas avançadas no engajamento de colaboradores contra 42% no recrutamento e seleção.

Mas, muito se engana quem pensa que inovação empresarial significa unicamente investimentos em solução de tecnologia. É também um processo de alinhamento entre os equipamentos disponíveis na estrutura organizacional com a experiência e qualificação humana. Diante disso, o RH tem papel fundamental de unir essas duas forças para a formação de equipes preparadas aos desafios no mundo corporativo. Para diminuir erros, destaco algumas formas de se aplicar a tecnologia no RH: 

Invista nas redes sociais: uma das formas mais simples e econômicas de incorporar recursos tecnológicos ao RH é aproveitar as redes sociais para ações de employer branding. Esse termo em inglês significa “marca empregadora” e a prática diz respeito ao fortalecimento da imagem de uma organização enquanto um bom local para se trabalhar. Em parceria com o time de marketing, o RH pode registrar e divulgar o cotidiano de trabalho na empresa, ações de endomarketing, datas comemorativas e conquistas da organização. Esse simples uso da tecnologia promove também a satisfação dos colaboradores que já estão na organização;

Aplique people analytics: praticar people analytics significa analisar dados sobre pessoas para embasar decisões que envolvam colaboradores e candidatos. Mais precisamente, essa técnica é útil em processos seletivos, programas de desenvolvimento, análise de desempenho, práticas de retenção e muitos outros processos da gestão de pessoas. Além de tudo, é uma das maiores tendências em RH;

Use uma ferramenta de comunicação interna: se utilizamos nossos aplicativos pessoais de mensagens instantâneas para tratar assuntos do trabalho, as informações podem ficar perdidas, misturadas e o profissionalismo pode ser comprometido. Também pode ser que os colaboradores se incomodem por não se desligarem das redes, já que os espaços de trabalho e vida pessoal se confundem. Assim, outra maneira tecnológica e estratégica de melhorar a gestão de pessoas é definir uma ferramenta de comunicação interna que seja ágil e de fácil acesso. Há muitos aplicativos gratuitos, com excelente funcionamento e muitos recursos;

Implante o e-learning: oferecer treinamentos online com recursos que extrapolam o clássico conteúdo expositivo de forma atualizada por meio de dispositivos, essa é a ideia do e-learning. A prática incorpora outros formatos, como vídeos, gamificação e testes práticos, o que garante informações rápidas, leves e que podem ser consumidas no ritmo que o colaborador deseja. Pesquise plataformas, aplicativos e explore essa possibilidade que, além de tudo, minimiza funções operacionais dos profissionais de RH;

Automatize o seu processo seletivo: executar um processo de seleção é uma das tarefas que mais consome o tempo de quem trabalha no setor de gestão de pessoas. Por isso, automatizar essa etapa traz muito mais agilidade. As soluções podem ser um funil automático de currículos, inteligência artificial por meio de chatbots e o mapeamento comportamental, por exemplo;

Use um sistema de gestão de pessoas: nossa última dica é a mais clássica. Não perca mais tempo, recursos e informações em planilhas e concentre seus dados em um sistema de gestão de pessoas. Um bom sistema fará análises automáticas, oferecerá segurança e trará muita agilidade para o dia a dia de quem trabalha no RH. É a mais importante e indispensável maneira de ajudar o setor a atuar de forma tecnológica e estratégica.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


fake rolex