Vencer os altos desafios

Thais Gebrim
11 de agosto de 2011
Adriano Vizoni
Souza, da Empreenda: discussões sobre a atuação ao lado do CEO

Estar ao lado do CEO, contribuir para a execução da estratégia da empresa, desenvolver alianças diferenciadas dentro e fora da organização, inovar , criar políticas para formar, atrair e engajar líderes em todos os níveis, promover um ambiente de trabalho inspirador e feliz, construir e medir resultados. Os grandes desafios dos profissionais de RH que chegam ao topo da pirâmide organizacional serão debatidos neste congresso. “Ao tratarmos dos principais temas da agenda desses profissionais, levaremos a todos os participantes, independentemente da posição que ocupam, uma reflexão sobre os desafios e as angústias de RH, especialmente no que diz respeito ao relacionamento com o CEO, com o CFO, com o responsável por qualidade ou com a área de procurement, enfim, com todos aqueles com quem precisa atuar de maneira integrada para contribuir de forma relevante com a organização e com a construção do seu futuro”, diz César Souza, presidente da consultoria Empreenda e coordenador do eixo VPs e diretores de RH.

Para enriquecer esse debate, a equipe responsável pelo eixo já confirmou a presença de profissionais com atuação estratégica nas suas empresas. Entre eles está Bob Corcoran, vice-presidente de cidadania corporativa da GE, cuja participação, segundo Souza, representa um marco no evento “Trata-se de alguém que trabalhou com Jeff Immelt, atual presidente da GE e sucessor do legendário Jack Welch. A GE é um dos maiores ícones mundiais na formação de líderes e Bob é uma figura relevante nessa história. Aprenderemos muito com ele neste momento em que as empresas brasileiras vivem uma situação dramática na identificação e formação de novos líderes”, argumenta.

Na Sala de casos, Hermann Ponte, vice-presidente de organização e recursos humanos da Embraer, vai falar da experiência bem-sucedida da empresa. “A história da companhia é inspiradora como case de empreendedorismo com integridade, de inovação com eficiência e de sustentabilidade com progresso”, diz Souza. Já do mundo acadêmico, Jean Bartoli, professor de Ética da FIA/USP e da FGV, vai provocar os participantes com questões filosóficas e práticas do dia a dia das empresas, enquanto Marco Túlio Zanini, coordenador do Mestrado em Gestão Empresarial da FGV, e Carmen Migueles, professora de cultura organizacional da FDC, vão chamar a atenção do RH para a necessidade de migrar seus projetos do tangível para o diferencial dos intangíveis. (TG)

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail