Gestão

11 passos para otimizar a rotina do departamento pessoal

Confira 11 ações que podem ajudar as empresas a fazerem dessa adaptação um diferencial para o empreendimento

Da Redação
28 de maio de 2018

Por Fortes Tecnologia

Se o eSocial está tirando o sono de sua equipe, então talvez seja a hora de repensar alguns processos na rotina de departamento pessoal da sua empresa e, assim, garantir a segurança necessária para a companhia. É bom lembrar que a ideia por trás do programa do governo é simplificar a coleta de informações, o que faz com que as companhias bem organizadas e devidamente adaptadas ao meio digital não tenham motivos para temer a novidade. 

Confira 11 ações que podem ajudar as empresas a fazerem dessa adaptação um diferencial para o empreendimento.

Trabalhe com ponto eletrônico: o controle eletrônico de ponto, com registros de entradas e saídas, moderniza a relação da empresa com os colaboradores, tirando dos funcionários a responsabilidade em relação ao controle das horas trabalhadas e, consequentemente, minimizando chances de erros no apontamento. Esse recurso oferece ao RH a capacidade de acompanhar com precisão toda a movimentação da equipe, identificando atrasos e horas extras, de maneira integrada à folha de pagamento;

Informatize e atualize seu banco de dados: acumular informações a respeito de candidatos em formulários de papel, além de ocupar espaço no ambiente de trabalho, também é algo que dificulta muito o processo das ações. Imagine ter que consultar manualmente currículo por currículo a cada vaga a ser preenchida. Para otimizar esse trabalho, considere informatizar e manter atualizado seu banco de dados. Ferramentas específicas para cada tipo de empresa, considerando porte e atividade, são facilmente encontradas no mercado. Trabalhar com elas pode, não somente simplificar a dinâmica do RH, como também tornar ainda mais fácil a inserção de dados no eSocial;

Considere o recrutamento interno: uma maneira de fazer com que o Departamento Pessoal da empresa contribua para que ela ganhe em agilidade é trabalhar com a possibilidade do recrutamento interno. Muitas vezes, somente o processo que envolve a abertura de novas vagas já traz um desgaste enorme para a organização, com ações que vão desde a necessidade de adaptação dos colaboradores ao período em que a equipe é menor, até o tempo que o novo colaborador levará para se integrar plenamente ao time. Isso sem falar no trabalho do DP de levantar todas as informações dos novos contratados. Sendo assim, ao manter a rotina de mapear talentos, você pode conhecer habilidades e competências de cada funcionário e, diante de uma necessidade/ oportunidade, apenas transferi-los para ocupar outro espaço na companhia. Isso garante economia de tempo, além de retenção de bons profissionais;

Estabeleça metas: é importante que cada tarefa do DP pertença a um objetivo maior. Nesse sentido, criar metas é muito útil. O ideal é trabalhar com metas viáveis, de maneira que você tenha como acompanhar o andamento do trabalho da equipe e mensurar os resultados. Estabeleça objetivos de curto, médio e longo prazos, determinando datas e atribuindo responsabilidades para a equipe. Analisando os resultados regularmente, você tem como evitar o surgimento de problemas maiores, agindo na correção de erros assim que eles começarem a surgir;

Simplifique o controle: como você organiza as principais informações a respeito de sua equipe? Existe uma política previamente definida em relação a isso? Dados como a data da entrada, o tempo de cada funcionário dentro da empresa e sua jornada semanal de trabalho, assim como salário-base, entre outros elementos, precisam ser facilmente acessíveis para que a consulta seja simplificada. Estabeleça critérios para lidar com essas informações;

Controle as horas extras: uma vantagem de aperfeiçoar o controle de dados a respeito dos colaboradores é que assim você tem como controlar as horas trabalhadas, bem como as extras, com maior facilidade. Essa prática impede que aconteçam erros como pagamentos incorretos por horas trabalhadas, algo que costuma gerar processos trabalhistas posteriormente;

Organize a sua folha de pagamento: não somente questões como o cálculo de horas extras, mas benefícios como o FGTS, o INSS, dentre outros, precisam ser adequadamente controlados para que a empresa não venha a sofrer com problemas de natureza legal. É preciso que a folha de pagamento esteja bem organizada para que cada informação seja registrada e os benefícios concedidos. Esse ponto é essencial. Tenha cuidado ao elaborar a folha de pagamento. De preferência, conte com um sistema para fazer os contra cheques e recibos, evitando erros e tornando o processo mais ágil;

Controle as férias: também é preciso se planejar para conceder o benefício das férias aos colaboradores, evitando que as saídas de mais de um funcionário ao mesmo tempo comprometa o desempenho da equipe. Sabendo exatamente quais são os meses de férias de cada colaborador você tem como estimar quem estará disponível em determinado período e poderá agir quando dois funcionários com funções similares estiverem para sair de férias ao mesmo tempo;

Tenha critérios para lidar com rescisões: assim que um profissional é desligado de uma empresa é preciso que ela garanta o total cumprimento de suas obrigações legais. Conferindo os direitos do colaborador, você protege sua empresa de processos trabalhistas e garante que as informações referentes ao desligamento, como o cálculo da rescisão contratual, sejam precisas;

Comunique-se com outros departamentos: você pode transformar a sua rotina de departamento pessoal em um diferencial para a empresa. Situações como o envio de documentos, pedidos de informações a respeito de colaboradores, entre outras, podem ser melhor controladas quando o departamento pessoal começa a trabalhar com protocolos de recebimento de documentos. Assim, sempre que o DP fizer o envio para outro setor da empresa, uma declaração com a listagem dos documentos enviados será anexada e, então, será assinada por quem recebeu e devolvida ao DP. Dessa maneira, fica mais fácil não somente registrar, mas também acompanhar os documentos, evitando perdas.

Adote um software: sem dúvidas, a automação é o caminho mais simples para modernizar o cumprimento de obrigações por parte das empresas. Se o eSocial tem tirado o seu sono, experimente contar com uma ferramenta que permite à companhia se adequar ao sistema e automatizar a folha de pagamento. Além disso, softwares de gestão são altamente recomendados para fazer com que a organização das diferentes áreas da empresa traga benefícios para a produtividade dela.

Enfim, com essas medidas, é seguro que você terá condições de aperfeiçoar as ações do seu departamento pessoal. Invista nelas e comece a simplificar a rotina do RH e, consequentemente, garanta uma maior adequação às exigências do eSocial na sua empresa.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail