Gestão

A saída de baby boomers da força de trabalho

Da Redação
13 de junho de 2019

A possibilidade de que os profissionais baby boomers, nascidos entre 1945 e 1960, deixem a força de trabalho preocupa os líderes empresariais brasileiros.

Segundo dados da pesquisa realizada pela Robert Half, com 508 executivos, no Brasil, o impacto no conjunto de habilidades disponíveis na empresa com a saída dos colaboradores dessa geração preocupa 9 em cada 10 executivos, sendo que 34% deles se dizem “muito preocupados” e outros 56% estão “um pouco preocupados”.

Leia também:

Goodbye, geração baby boomer

Crédito: Shutterstock

As principais medidas apontadas pelos líderes para garantir que o conhecimento da geração baby boomer não se perca, mesmo com a aposentadoria dos profissionais, são:

Desenvolvimento de equipes de diferentes gerações (resposta de 59% dos entrevistados);
Organização de sessões de treinamento com todos os colaboradores (53%);
Criação de programas de mentoria e coaching (52%);
Implementação de plataforma online em que todos podem compartilhar suas experiências (40%);
Mapear o sucesso de projetos anteriores por meio de um sistema especial (38%).

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail