Carreira e Educação

Black Friday gera vagas para profissionais freelancers

Levantamento da Workana revela que busca por freelas já chegou a 12% em relação ao mesmo período do ano passado

Da Redação
22 de novembro de 2018

A Black Friday acontece no próximo dia 23 de novembro, e é a principal data para o e-commerce. Segundo pesquisa do Ebit divulgada em outubro, a edição de 2018 deve girar R$ 2,43 bilhões no comércio eletrônico, um incremento de 15% em relação a 2017.

Crédito: Freepik

Um levantamento da Workana, plataforma de trabalho freelance com atuação em toda a América Latina, apontou que houve um aumento de 18% entre setembro e novembro do ano passado nas contratações de freelancers para o período. Este ano, o aumento na contratação desses profissionais entre setembro e outubro já chegou a 12%, como é o caso da Luiza Signori, que contratou um copywriter, um designer e um programador para fazer seus anúncios e páginas de venda.

Para a proprietária da plataforma de cursos online para mulheres, essas contratações pontuais são muito importantes para alavancarem seu rendimento no período de Black Friday. “Minha expectativa é que esses profissionais me ajudem a fazer uma bela página de venda com uma copy que venda e um design funcional e lindo”. Ainda segundo a Workana, os projetos mais contratados nessa época são design e multimídia, TI e programação, tradução e conteúdos.

Assim como Signori, com menos de duas semanas para a data, as empresas que deixaram a preparação para a última hora ainda têm uma saída rápida e prática: a contratação de freelancers. Guillermo Bracciaforte, cofundador da Workana, conta que os profissionais dessa modalidade oferecem benefícios para empresas que precisam de trabalhos específicos e têm prazo apertado. “Os freelancers estão se qualificando frequentemente de acordo com as demandas do mercado de trabalho. Além disso, estão acostumados a prazos apertados, então é possível negociar e ter bons resultados em pouco tempo com a qualidade necessária”, aponta Bracciaforte.

Segundo levantamento do E-Consulting, consultoria que mede previsões financeiras para o comércio eletrônico, o tíquete médio de compras será de R$ 822 na internet perfazendo uma alta de 6,4% em relação à data do ano em que o brasileiro gastou R$ 770, em média. Tanta movimentação é uma oportunidade tanto para empresas crescerem quanto para profissionais encontrarem novos trabalhos.

Um trabalho de TI e Programação, por exemplo, importante para garantir a estrutura de um site para que ele não tenha problema por excesso de acessos na Black Friday, pode custar, em média, R$ 950, segundo levantamento realizado pela Workana. O estudo aponta o ticket médio das áreas contempladas pela plataforma:

Categoria | Valor médio

Tradução e conteúdos > R$ 175
Design & Multimedia > R$ 390
TI e Programação > R$ 950
Marketing e Vendas > R$ 460
Suporte Administrativo > R$ 370
Jurídico > R$ 720
Finanças e administração > R$ 660
Engenharia e manufatura :> R$ 980

Já para os profissionais freelancers, a data é boa para conseguir novos trabalhos, já que pequenas e médias empresas muitas vezes não têm equipe suficiente para suprir todas as demandas. “O final do ano, época em que muitas pessoas buscam oportunidades de renda extra, é um período no qual o e-commerce aquece as vendas devido a Black Friday e as vendas de Natal, o que gera oportunidades de novos trabalhos”, diz Bracciaforte.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail