Fornecedores de Confiança

Confiança com certeza

Premiação indica as melhores empresas fornecedores a partir da avaliação de quem a contrata e da possibilidade de recomendá-la

Da Redação
27 de novembro de 2018

© shutterstock

Levar em conta também a avaliação geral de quem contrata um determinado serviço ou compra algum produto ou solução para a área de recursos humanos. Essa é a novidade da edição 2018 do Prêmio Fornecedores de Confiança, criado em 2008 pela Editora Segmento e que destaca as empresas com as melhores (e confiáveis) relações com seus clientes. A cerimônia de entrega dos prêmios acontece hoje, no Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo.

Foram 50 companhias inscritas que passaram pelo crivo de quem mais entende as dores que seus produtos, serviços e soluções esperam diminuir ou acabar: os próprios clientes. A cargo da empresa Data Popular, foram realizadas cerca de 1.500 entrevistas a partir da metodologia Net Promoter Score (NPS, veja mais ao lado). E não apenas ela.

Leia também:

Como funciona o Prêmio Fornecedores de Confiança 2018

Dorival Mata-Machado, sócio-diretor do Data Popular, conta que, na relação da empresa com seu cliente, é possível identificar algumas lógicas internas. Por exemplo: como a empresa fornecedora se estrutura (ou qual sua lógica) em termos de liderança; como define metas; processos de comunicação; como cria e fomenta um ambiente de colaboração entre os times; como elabora uma política de recompensa pelo trabalho realizado; como instiga a inovação e o gerenciamento de todos os processos e equipes. É a partir dessas lógicas que a empresa fornecedora se conecta com o seu público, reforçando seu compromisso com ele, entendendo os desafios pelos quais ele passa e
qual contribuição ela pode oferecer. E o cliente, a partir de seus próprios problemas, preocupações e interesses, acaba por avaliar a empresa que o atende e, também, a recomendar.

Confira as empresas vencedoras desta edição do Prêmio

Apdata, Catho, Ciatech, Duomo, Farah Seguros, Grupo DPSP, IBC, Jobcenter do Brasil, LG Lugar de Gente, Metadados, Norber, Nova Rio, ProPay, RB Serviços, RH Brasil, Rhumo, Senac São Paulo, Unimed BH, Univers e VT Service.

E nesse ponto, o prêmio deste ano vai além para identificar as empresas que, de fato, fazem jus ao nome da premiação. A avaliação do cliente tem um forte componente individual a partir de como todas as estruturas e lógicas mencionadas o impactam. Por exemplo, para um determinado gestor, uma solução ou serviço oferecido pode ter ultrapassado as expectativas que ele tinha em função do caráter de inovação ou da qualidade técnica de quem o
atendeu. Isso gera uma boa avaliação.

No entanto, quando se fala em recomendação, os horizontes se ampliam. “Isso porque, nessa situação, recomendar
uma empresa envolve a relação da pessoa com quem irá usar esses produtos ou serviços. A recomendação é algo muito forte”, diz Dorival. E é a recomendação que o NPS avalia.

E antes de partir para o grau de confiança em indicar uma empresa para um amigo, a pesquisa procurou fazer uma avaliação geral de cada uma das 50 participantes desta edição do prêmio. Cada respondente avaliou a companhia em uma série de quesitos, com notas que iam de zero a 10. A avaliação geral, somando o resultado de todas as empresas fornecedoras, é boa, destaca Dorival. “O levantamento mostra que 63% das empresas clientes ouvidas avaliaram seus fornecedores com nota 9 ou 10”, diz. Formas de pagamento dos produtos ou serviços, respeito aos prazos acordados, clareza ao esclarecer dúvidas e qualidade dos produtos e serviços em geral foram os aspectos que receberam as notas mais altas.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail