Saúde

Estresse no trabalho e a saúde do colaborador

Especialista afirma que o estresse pontual pode ser positivo para a produtividade do colaborador, mas a longo prazo traz resultados negativos

Da Redação
5 de agosto de 2018

Gastrite, hipertensão, depressão, doenças cardiovasculares. Esses são alguns dos problemas de saúde mais comuns dos brasileiros atualmente, e que podem acontecer, muitas vezes, por conta de altas cargas de estresse no dia a dia e no trabalho. Segundo uma pesquisa da International Stress Management Association – ISMA os trabalhadores brasileiros estão entre os mais estressados do mundo no quesito Esgotamento Profissional. Além disso, estima-se que no Brasil 3,5% do PIB é perdido com custos relacionados ao estresse no trabalho.

Segundo o especialista em gestão e liderança, Renato Grinberg, os principais causadores de estresse no ambiente de trabalho são: a falta de clareza no que é esperado do profissional em um projeto ou trabalho; a falta de feedback recorrente e a falta de habilidade dos líderes em definir prioridades. Sendo assim, tanto empresa quanto colaborador podem ser prejudicados por essas situações de grandes e constantes incômodos durante o período de trabalho.

Ainda de acordo com Grinberg, o estresse pontual pode ser positivo para gerar foco e determinação. Já o estresse contínuo leva as pessoas a ficarem doentes.”Um certo nível de estresse dentro de um contexto específico, como por exemplo, preparar uma apresentação importante para investidores ou algo assim, é positivo porque foca as pessoas. Porém, quando o estresse faz parte do dia a dia, inevitavelmente isso elevará a quantidade de erros e também a taxa de absenteísmo, pois com o estresse constante vem a síndrome do burn out, que invariavelmente incapacita as pessoas para continuar trabalhando”, afirma o especialista.

Para a empresa, esse fator deve ser sempre levado em consideração como um dos mais importantes para a qualidade de vida pessoal e profissional do colaborador, uma vez que um profissional não satisfeito e não saudável pode comprometer os resultados da empresa. Para isso, é preciso ter muito cuidado e atenção com os colaboradores. “O estresse é “contagioso”. Quem está estressado geralmente não toma boas decisões, o que afeta outros colaboradores de maneira negativa, gerando mais estresse e menos produtividade e rendimento nos trabalhos”, diz Grinberg.

Veja três dicas do que fazer para evitar ou lidar com situações de estresse no trabalho:

Defina objetivos e treine líderes
Por parte da empresa, devem acontecer treinamento de líderes para que eles saibam definir objetivos com clareza e para que façam acompanhamento dos seus liderados. Dessa forma, é possível ajudar a equipe a entender as prioridades estratégicas da empresa e das suas atividades

Seja transparente e converse com os superiores
Se você está em situação de estresse, converse com seu gestor para expor o que está sentindo que são as causas-raízes do estresse. Quanto mais você guardar esse sentimento, mais estresse poderá ser gerado.

Use a situação a seu favor
Para não prejudicar sua saúde e até a carreira, o profissional deve usar o que acredita estar causando estresse a seu favor. Por exemplo: Se você trabalha sob pressão, tente fazer disso um combustível para mostrar sua eficiência.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail