Artigo

A evolução do RH – Uma estratégia para impulsionar sua empresa

Por Antonio Carlos Vendrame

Da Redação
2 de agosto de 2018

Por Antonio Carlos Vendrame

Antonio Carlos Vendrame – Foto: Divulgação

Convidar alguém para trabalhar na sua empresa é algo muito precioso, afinal, quem passar por essa porta deve ser o melhor candidato e que reúna as habilidades, conhecimentos e condições ideais para impulsionar a produtividade e o clima laboral de cada um dos atuais colaboradores.

Na hora de decidir, o RH deve contar com as melhores informações disponíveis sobre cada um dos postulantes, e no contexto atual, cada vez mais o exame admissional deve ser parte do processo seletivo. É primordial saber diferenciar as características da função e como os candidatos respondem frente a esses requisitos, atendendo às necessidades da empresa e as expectativas do novo trabalhador, oferecendo as melhores condições para quem forma parte da equipe.

Em algumas ocasiões, como quando o desemprego está em alta, alguns candidatos podem omitir suas reais condições físicas com medo de perder uma oportunidade, colocando em risco não só a si mesmo, mas prejudicando o desempenho e o trabalho de cada membro de uma equipe pronta para recebê-lo. Como a empresa se torna corresponsável por qualquer agravamento da condição de saúde devido a falhas no processo de admissão, acaba sobrecarregando os outros funcionários e prejudicando o trabalho de todos, além de afetar diretamente seu desempenho financeiro.

Uma consultoria que trabalha com uma Visão 360° é capaz de evitar muitos desses problemas, e isso antes mesmo de assinar um contrato. O conhecimento ampliado de todos os elementos que compõe a Saúde e Segurança do Trabalho (SST): Medicina Ocupacional, Serviços de Engenharia, Assistência em Perícias Judicias, e também Cursos e Treinamentos, protege os futuros funcionários, uma vez que evita expô-los a condições que podem afastá-los do trabalho e em muitos casos prejudicar sua qualidade de vida.

A prevenção se estende ao balanço da empresa, já que essas licenças afetam diretamente a qualidade do serviço prestado, sobrecarregam a equipe, impactam na produtividade e aumentam diretamente os custos do Fator Acidentário de Prevenção – FAP – por até dois anos (já que é calculado sempre sobre os dois últimos anos de todo o histórico de acidentalidade e de registros acidentários da Previdência Social).

Sem contar os efeitos que advindos de uma judicialização por parte do funcionário, que prejudicará de forma profunda a empresa arriscando-se a ser obrigada a pagar por algo que com as informações corretas poderia evitar. Esse é um dos grandes benefícios do RH Estratégico, a informação que permite trabalhar a prevenção e a análise da situação e das condições laborais dos colaboradores da empresa, evitando surpresas e incentivando o desenvolvimento produtivo de cada um deles.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail