Gestão

Mentiras no currículo podem fechar portas

Da Redação
1 de abril de 2019

Com o objetivo de alcançar a tão sonhada vaga de estágio, alguns jovens acabam decidindo ‘turbinar’ o currículo da maneira menos apropriada: acrescentando experiências e competências que na verdade não possuem.

De acordo com especialistas, os candidatos costumam mentir principalmente nas informações referentes à formação acadêmica e conhecimento de idiomas.

Leia também:

Mentiras e processos de seleção não combinam

Crédito: Shutterstock

Mentiras e processos de seleção não combinam“Esse tipo de conduta pode ser facilmente identificado pelos recrutadores, fazendo com que o candidato seja eliminado do processo seletivo. No caso da língua estrangeira, por exemplo, muitas empresas estão adotando testes rápidos que comprovem o nível de conhecimento em determinada língua”, diz a supervisora de Desenvolvimento Humano e Organizacional do CIEE, Juliana Malaquias.

No caso de cursos de formação complementar, é recomendado que o candidato descreva no currículo a instituição de ensino onde estudou, além do tempo de duração do curso. Para quem está iniciando na carreira e acredita que a falta de experiência profissional pode ser um empecilho, o principal conselho é investir em qualificação.

“Há muitos cursos oferecidos de maneira gratuita, presenciais ou a distância, como os conteúdos do CIEE Saber Virtual, que podem representar um diferencial no currículo de quem está começando. O engajamento com causas sociais e ações voluntárias também são bem vistos pelos recrutadores”, completou Juliana.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


fake rolex