Diversidade

O valor da diversidade nas organizações

Da Redação
19 de junho de 2019

Por Marcelo Nonohay, diretor da MGN Consultoria

Você já ouviu falar em diversidade nas organizações? O tema está cada vez mais recorrente no mercado e parece que todo mundo está voltando seu olhar para a importância de abordar a diversidade nas empresas. Além de ser um tema necessário e importante, a diversidade também é sinônimo de lucratividade.

É o que diz um estudo realizado pelas instituições Universidade do Estado da Carolina do Norte e Universidade Estadual de Portland, nos Estados Unidos. Elas reuniram dados de mais de três mil grandes companhias de um banco de dados da empresa de pesquisa MSCI ESG, que observa políticas de atração e retenção voltadas para mulheres, minorias raciais e profissionais LGBTI. A pesquisa indica que empresas com políticas que incentivam a diversidade produzem mais inovação, como registros de patentes e lançamentos de novos produtos.

Crédito: Shutterstock

Por que falar sobre diversidade nas organizações?

É claro que o tema é um assunto a ser tratado em qualquer localidade, mas as empresas têm um importante papel no desenvolvimento social dos países e uma grande responsabilidade quando o assunto é promover uma cultura de respeito e igualdade. A Organização das Nações Unidas (ONU), inclusive, possui 5 padrões de conduta para empresas que queiram promover a diversidade e valorizar os direitos humanos. Veja quais são:

  1. Em todas as ocasiões, respeitar os direitos humanos. Para isso, as empresas devem desenvolver políticas internas, criar mecanismos para monitorar e para reportar possíveis violações de direitos humanos, além de remediar impactos adversos de suas ações;
  2. No local de trabalho, eliminar a discriminação. E isso significa que as empresas devem garantir que não haja discriminação em seu processo de recrutamento, na contratação dos funcionários, nas condições de trabalho e benefícios oferecidos, entre outros;
  3. No local de trabalho, apoiar. As empresas devem promover um ambiente de trabalho positivo e afirmativo para que todos (as) possam trabalhar com dignidade e sem estigmas;
  4. No mercado, prevenir as violações de direitos humanos. Para tanto, as empresas devem pensar na diversidade também no trato aos clientes, fornecedores e demais parceiros (as) comerciais.
  5. Na comunidade, agir na esfera pública. Contribuir para impedir abusos de direitos humanos nos países em que operam. Esta também é uma forma de contribuir com a diversidade nas organizações. Uma boa ideia é sempre promover, junto à equipe de Responsabilidade Social, ações contra diversos tipos de discriminações e atuar com a comunidade em que a empresa está inserida.

Todos (as) nós pagamos o preço da discriminação, por isso é tão importante levantar o tema da diversidade nas organizações. Fazer isso pode parecer complexo demais, mas que tal começar olhando para a real situação de sua empresa e ampliando o escopo de engajamento com direitos humanos no mercado de trabalho?

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


fake rolex