Carreira e Educação

Para ser dono do próprio negócio

Da Redação
14 de agosto de 2019

Segundo levantamento, das pessoas que têm vontade de se tornarem empreendedoras, 67% acreditam que suas ideias poderiam contribuir para uma revolução no mercado

Crédito: Shutterstock

Mudar o mundo! Esse parece ser o sentimento de parte dos brasileiros ouvidos em uma pesquisa sobre empreendedorismo. Os números levantados mostram que, das pessoas que têm vontade de se tornarem empreendedoras, 67% acreditam que suas ideias poderiam contribuir para uma revolução no mercado. Participaram desse levantamento mil brasileiros – no total, foram ouvidas 23.500 pessoas em 24 países em abril deste ano.

Encomendada pela Herbalife Nutrition e conduzida pela OnePoll, a pesquisa revela que a principal razão de empreender é o fato de seguir uma paixão. Mas, no Brasil, o que motiva mesmo é a flexibilidade de horário, seguido pela vontade de ser seu próprio chefe, o potencial de aumentar seus ganhos e aumentar a satisfação profissional (veja mais na tabela Benefícios).

No entanto, apenas 21% dos brasileiros já estão dando os primeiros passos para abrir seu próprio negócio ou já estão empreendendo. Dos que estão interessados em começar um negócio, 65% se sentem sem fôlego para encarar os desafios. Além disso, 80% acreditam que nunca teriam a oportunidade de seguir seu sonho de abrir o próprio negócio (69% das pessoas nos demais países têm o mesmo sentimento).

O estudo mostra, também, que 64% dos brasileiros acreditam que as mulheres enfrentam desafios diferentes dos homens quando se trata de empreender, incluindo “quebrar padrões sociais, lidar com acesso limitado a financiamento e lutar para ser levada a sério”. Porém, para ambos os sexos, entre as principais barreiras estão: os altos custos de investimento inicial; insegurança de como começar; falta de informação sobre dados de mercado e financiamento; preocupações sobre se, de fato, será bem-sucedido; e receio de não ser um negócio lucrativo.

“Começar um negócio a partir do zero pode ser assustador, mas a oportunidade de buscar sua própria paixão pode ser uma experiência emocionante e libertadora”, diz John DeSimone, copresidente e Chief Strategic Officer da Herbalife Nutrition. Mesmo com essas dificuldades, 53% dos brasileiros acreditam que é mais fácil iniciar um negócio no Brasil do que em outros países.

Dentre as principais motivações daqueles que empreendem, 57% afirmam que seguiram seus sonhos, enquanto 42% viram o potencial de mudarem seus ganhos, 34% ouviram seu instinto, 26% foram incentivados pela família e 21% por amigos. E a cada dez brasileiros que já empreenderam, cerca de nove acreditam que ter tomado essa decisão proporcionou muito mais felicidade para eles.

Benefícios

Flexibilidade de horário > 64%
Vontade de ser seu próprio chefe > 63%
Potencial de aumentar seus ganhos > 54%
Aumentar a satisfação profissional > 51%
Vontade de seguir uma paixão > 50%

Motivos

Seguir um sonho > 57%
Potencial de mudar seus ganhos > 42%
Ouvir seu instinto > 34%
Incentivo da Família > 26%
Incentivo dos amigos > 21%

Barreiras

Altos custos de investimento inicial > 69%
Insegurança de como começar > 29%
Falta de informação de mercado e financiamento >27%
Receio de não ser bem-sucedido > 23%
Receio de não ser um negócio lucrativo > 22%

*Conteúdo publicado na edição Especial CONARH, agosto/2019, da Revista Melhor Gestão de Pessoas.

Compartilhe nas redes sociais!

Enviar por e-mail


fake rolex